Rodovia de acesso ao Aeroporto Regional de Dourados deve receber denominação graças a articulação de Ramim – Foto: Assessoria

A rodovia de acesso ao Aeroporto Regional de Dourados ‘Francisco de Matos Pereira’, localizada entre as rodovias estadual MS-162 e a federal BR-463, vai ser denominada ‘João Totó da Câmara’. É o que dispõe Projeto de lei nº 235/2019 de autoria do deputado estadual Zé Teixeira (DEM), 1º secretário da Assembleia Legislativa de MS, apresentado no último dia 11, em atendimento a solicitação do vereador Romualdo Ramim (PDT) por meio do Ofício 010/2019, enviado ao gabinete do deputado em 28 de agosto.

“Agradeço ao deputado estadual Zé Teixeira que atendeu a solicitação do nosso mandato e apresentou na Assembleia Legislativa esse Projeto de Lei que homenageia Totó Câmara, uma das maiores lideranças políticas que o nosso estado já teve. Sinto-me honrado por estar vereador e poder reconhecer cidadãos que contribuíram significativamente para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, explicou Ramim.

Totó Câmara faleceu em 20 de março de 2012. Foi Tabelião Titular do Cartório 1º Ofício da Comarca de Fátima do Sul, vereador em Dourados por dois mandatos (1954-1958 e 1959-1963), Secretário Geral da Prefeitura Municipal de Dourados (1963-1964), Prefeito de Dourados também por dois mandatos (1966-1969 e 1973-1977), deputado federal por duas vezes (1971-1973 e 1979-1982), Secretário de Estado de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (1983-1986) e suplente de Senador da República do PMDB (1986).

Ainda, ocupou o cargo de vice-presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE/MS) (1989-1990) e presidente 1ª Câmara do órgão (1996-1997), se aposentando em 1998.

O deputado explicou as razões da homenagem ao homem público de destaque. “João Totó Câmara construiu sua trajetória de trabalho, desenvolvimento e amor pelo município de Dourados. Foi vereador, deputado federal e suplente de senador. Um político visionário deixou um legado de ética e responsabilidade”, ressaltou Zé Teixeira.

Se a proposta receber parecer favorável à sua tramitação na Casa de Leis pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), e pelas comissões de mérito, sendo aprovada também nas votações em plenário, torna-se lei na data de sua publicação.

A iniciativa do vereador Ramim agradou admiradores e a família de Totó Câmara, que constantemente externam orgulho e gratidão ao parlamentar.