Com uma plateia formada por industriais do segmento de laticínios de Mato Grosso do Sul e produtores rurais, além de pesquisadores, técnicos e acadêmicos, o IST Alimentos e Bebidas (Instituto Senai em Alimentos e Bebidas), localizado em Dourados (MS), iniciou, na noite de ontem (08/08), o 1º Workshop de Leite e Derivados para discutir sobre o cenário da produção no Estado e promover soluções para garantir a competitividade do segmento.

Ao abrir o evento, o gerente do Senai de Dourados, Gilberto Evídio Schaedler, destacou que o segmento do leite no País vive um momento importante com a abertura do mercado chinês para o produto brasileiro. “O 1º Workshop de Leite e Derivados do IST Alimentos e Bebidas não poderia ser realizado num momento mais propício. O grande objetivo aqui é trazer informações interessantes sobre o segmento e preparar a cadeia aqui do Estado para os novos desafios”, afirmou.

Ele completou que é fundamental que os produtores e industriais de Mato Grosso do Sul busquem cada vez produzir um leite de qualidade. “A ideia é mostrar aos empresários e produtores soluções integradas que possam agregar valor à indústria de leite e derivados, disponibilizando pacotes customizados para atender o setor de forma diferenciada, disseminando novas tecnologias, melhorando processos, agregando valor e contribuindo para o fortalecimento e competitividade das empresas do segmento de lácteos”, completou.

Na avaliação da presidente do Silems (Sindicato das Indústrias de Laticínios de Mato Grosso do Sul), Milene Nantes, o evento é uma oportunidade de reunir produtores e indústrias para falar sobre qualidade do leite, legislação, tendências para o segmento e as novas tecnologias que já estão disponíveis aqui no Senai. “Achei uma iniciativa muito boa, porque realmente a cadeia toda precisa desse tipo de encontro para troca de experiências e também para ter mais conhecimento. Acredito que esse é primeiro workshop de muitos, que só tem a contribuir para o desenvolvimento do segmento”, considerou.

A gerente regional do Sebrae/MS em Dourados, Flávia Rosa Santos, reforçou a necessidade da qualificação dos produtores para garantir um leite de qualidade no Estado. “A nossa missão é ajudar principalmente a pequena empresa e o pequeno produtor também é um empresário, então o Sebrae e o Senai são parceiros e estão sempre atuando juntos, sempre com o objetivo de desenvolver nosso Estado”, salientou.

Repercussão

Para a empresária Silvana Gasparini, do Laticínio Imbaúba, o Workshop de Leite e Derivados promovido pelo IST Alimentos e Bebidas é um evento fundamental para fortalecer o segmento. “Estamos passando por dificuldades há um tempo significativo já aqui em Mato Grosso do Sul e esse evento nos proporciona ter novas percepções. Vejo novos horizontes para o nosso segmento e esse encontro é um dos primeiros sinais, porque é a primeira vez que o Senai reúne toda a cadeia para discutir sobre o cenário e novas tecnologias, então penso que é o início de uma retomada”, disse.

O empresário Lineu Pasqualotto, do Laticínio Missões, também elogiou a iniciativa do Senai em promover o workshop. “É sempre muito interessante um encontro que apresenta novidades, tanto com relação às instruções normativas do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), como com relação às tecnologias e soluções que podemos utilizar para melhorar a competitividade dos nossos produtos”, ressaltou.

Já o empresário Edson Barbosa de Araújo, dos Laticínios Anhanduí e Rio Pardo, explicou que é um grande entusiasta de queijos e viaja o País em busca de informações sobre o produto lácteo. “Eu acho que é importantíssimo que nós empresários estejamos atentos às tendências e o Senai está de parabéns por realizar esse encontro, que aborda temas de interesse dos produtores e industriais”, finalizou.