Vereadores homenageiam poetisa douradense durante sessão solene

Heleninha durante discurso de agradecimento - Foto: Eder Gonçalves
Heleninha durante discurso de agradecimento – Foto: Eder Gonçalves

Foi entregue ontem (28), durante sessão solene na Câmara de Dourados, o Prêmio Ildefonso Ribeiro da Silva, onde foi homenageada a poetisa e membro fundador da Academia Douradense de Letras, Maria Helena Izidório de Oliveira, conhecida como Heleninha de Oliveira.

Emocionada, a poetisa recebeu o prêmio pelas mãos da Mesa Diretora da Casa de Leis, composta pelos vereadores Daniela Hall (PSD), Sérgio Nogueira (PSDB), Pedro Pepa (DEM) e Cirilo Ramão (PMDB), e também do presidente da Comissão de Educação, Marçal Filho (PSDB).

Durante o discurso, Heleninha agradeceu a homenagem, ressaltando a honra que é receber o prêmio. “Este é um momento de extrema emoção. Agradeço a Deus, de coração, e a todos aqueles que confiaram em mim. Agradeço esta honra e estou profundamente honrada também de estar nesta Casa. É um momento mágico na minha vida. Obrigada”.

Marçal exaltou a alegria de homenagear a poetiza. “Falar da Heleninha é falar de alguém que se dedicou uma vida a sonhar e continua sonhado até hoje. Sonhar faz parte de nós, mas Heleninha é alguém que passa a escrita e compartilha isso com as pessoas. Sou grato por conhecer você, seu coração, seu jeito doce, sorriso leve e espontâneo, que transmite coisas boas e positivas”, comentou.

Idenor Machado (PSDB), presidente da Comissão de Educação, também discursou, ressaltando a importância do prêmio que homenageia os escritores de Dourados. “Esse prêmio faz jus a estas pessoas que se dedicam a registrar os momentos impares da cidade, na alma e no coração”, apontou o vereador, assegurando que a Câmara continuará com a homenagem ao longo dos anos, pois o “prêmio rememora e valoriza os escritores de Dourados”.

Poetisa

A poetisa Heleninha de Oliveira é douradense, nascida em 24 de dezembro de 1954. Entre as suas publicações estão os livros “Poemas e Poesias: Memórias”, “Desespero Mudo”, “Algumas Reflexões”, “Asas no Tempo” e “Usina Velha: Raios na Chaminé – Resgate Histórico”.

Os seus trabalhos também foram publicados nos jornais Folha de Dourados, O Progresso, Gazeta Popular, O Jornal, Diário do Povo e Diário MS, além de publicações em Roraima, Paraná e Minhas Gerais.