Unimed Campo Grande comunica a suspensão de cirurgias eletivas

Em nota divulgada na tarde deste sábado, a Unimed Campo Grande comunica que em virtude da gravidade do cenário da pandemia estão suspensas momentaneamente as autorizações para procedimentos cirúrgicos eletivos, limitando-os a casos de urgência e emergência.

Veja a nota:

A Unimed Campo Grande comunica à população e às autoridades de Campo Grande que:

Considerando a gravidade do cenário atual quanto à disseminação de casos e tratamento de pacientes com Covid-19;

Considerando o alarmante índice de contágio de pacientes com o vírus da Covid-19 e o estado de calamidade que toma conta da saúde em grande parte do país e nesta capital;

Considerando a escassez de vagas em leitos clínicos e em CTI’s decorrentes da superlotação dos hospitais públicos e privados da capital em razão da grande procura para tratamento de pacientes com Covid-19, realidade esta que não é diferente no Hospital Unimed Campo Grande;

Considerando o já escasso e limitado estoque de medicamentos que possibilitam o tratamento de casos graves de portadores de Covid-19, inclusive para a intubação e suporte dos pacientes;

Considerando a exaustão e escassez de profissionais da saúde, o que limita a capacidade de expansão de atendimento dos hospitais e o risco iminente de desassistência da população;

Considerando os termos do Decreto Municipal nº 14.683/2021 que reconhece o crítico momento que passa a saúde na cidade de Campo Grande e impõe medidas restritivas de circulação de pessoas;

Considerando as medidas de suspensão das cirurgias eletivas já tomadas pela rede pública de saúde;

A Unimed Campo Grande, não dispondo de outra alternativa, suspenderá momentaneamente as autorizações para procedimentos cirúrgicos eletivos, limitando-os a casos de urgência e emergência. As autorizações para atendimentos nos consultórios médicos estarão mantidas, como forma de desafogar a procura de Pronto Atendimento médico nos hospitais.

A Unimed Campo Grande conclama à população para que apoie as recomendações e medidas de distanciamento (1,5 m), uso de máscara e higienização, pois, apenas dessa forma será possível superar o difícil momento que enfrentamos.

Por fim, informa-se que este comunicado será encaminhado às autoridades Municipais e Estaduais de Saúde, órgãos de proteção dos direitos do consumidor, Poder Judiciário e Agência Nacional de Saúde Suplementar/ANS.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.