A obra reúne 162 verbetes em ordem alfabética, conceituando temas como feminicídio e homofobia 

Após três anos de lançamento e de receber o Prêmio ABEU (Associação Brasileira das Editoras Universitárias) na Categoria Ciências Humanas em 2016, o Dicionário Crítico de Gênero, organizado por Ana Maria Colling e Losandro Antônio Tedeshi, acaba de ser publicado pela Editora da UFGD em uma nova edição, revista e ampliada.

O Dicionário é uma iniciativa apoiada pela UFGD, pelo Laboratório de Estudos de Gênero, História e Interculturalidade (LEGHI), e pela Cátedra/ UNESCO e agrupa escritores de vários países, comprometidos com a visibilidade e a consolidação dos estudos de gênero e sexualidades. Reúne 162 verbetes em ordem alfabética, conceituando temas como feminicídio e homofobia. Entre pesquisa, análise e formatação, foram gastos quatro anos para a conclusão da primeira versão do trabalho. 

De acordo com o parecer de Michelle Perrot no início do livro, ele é a expressão da vitalidade e desenvolvimento das pesquisas sobre mulheres e gênero no mundo ibero e latino americano em perspectiva multidisciplinar.

Além de apresentar intelectuais importantes nos estudos que envolvem temas que perpassam os estudos de gênero, a publicação também analisa os conceitos destes intelectuais de maneira crítica, fornecendo análises aprofundadas sob o prisma de gênero.

Sobre os organizadores: Ana Maria Colling é doutora em História e especialista nos estudos de gêneros. Atualmente é professora visitante sênior pela Capes na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Losandro Antônio Tedeschi é doutor em História e professor da Faculdade de Ciências Humanas e do Programa de Pós-Graduação em História na UFGD. Coordena a Cátedra Unesco “Diversidade Cultural, Gênero e Fronteiras” e o Laboratório de Estudos de Gênero, História e Interculturalidade (Leghi).

Para acessar a versão On-line da obra, visite o catálogo da Editora:

https://www.ufgd.edu.br/setor/editora/catalogo