UCP disponibiliza acompanhamento psicológico para universitários

A distância da família, a grande quantidade de conteúdo, a carga exaustiva de estudo e o convívio diário com a dor dos pacientes, podem explicar o grande número de estudantes de medicina que apresentam problemas psicológico. Recentemente um estudo realizado em 43 países mostrou que 27,2% dos estudantes de medicina tinham algum grau de depressão.

A análise dos dados da pesquisa aponta ainda que os futuros médicos têm fácil acesso a medicamentos e podem usá-los sem indicação, o que se torna um agravante em quadros depressivos.

Preocupado com o bem-estar e a saúde dos seus universitários a Universidad Central Del Paraguay (UCP) está disponibilizando duas profissionais que vão fazer o atendimento e o acompanhamento dos alunos que necessitarem de tratamento.

O Espaço de Bem-Estar Estudantil é mais um serviço oferecido para os universitários de Pedro Juan Caballero que em breve estará à disposição também em Ciudad Del Este e Minga Guazú.

Segundo o diretor da UCP, Karlos Bernardo em alguns países este atendimento é obrigatório garantido por lei, mas que no Paraguai a iniciativa é pioneira e necessária, já que alguns casos de suicídio foram verificados nos últimos anos em Pedro Juan Caballero e outras cidades que são polos universitários. “Não tivemos nenhum caso extremo cometido por alunos da UCP, mas não podemos baixar a guarda e temos que nos manter vigilantes. E este serviço vai fortalecer os vínculos que temos com nossos alunos e será uma mão estendida no momento que eles precisarem”, disse ele.