Turismo rodoviário avança como prioridade no Governo Federal

Compra por trechos, liberação de pedágios e desburocratização devem impulsionar o setor

O turismo rodoviário deve ser um dos pilares do desenvolvimento do setor. Incluído no Investe Turismo, projeto do Governo Federal que inclui investimentos, incentivos a novos negócios e acesso ao crédito, foi desenvolvido em parceria com o Sebrae e a Embratur. A modalidade teve um aumento de procura de 12% em 2018, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati).

O aumento na procura de viagens rodoviárias interestaduais, segundo a Abrati, deve-se à crise financeira, ao aumento nas passagens aéreas e à cobrança de bagagens. A medida também aumentou a procura por empresas de locação de carros em Porto Alegre e outras capitais do país.

Na última semana, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, recebeu o presidente do Conselho Estadual de Turismo de Santa Catarina, Rogério Siqueira, e o presidente da Associação Nacional dos Transportadores de Turismo (Anttur), Nilton Silva Pacheco, para tratar sobre o movimento #Descatraquejá, que pede simplificação de processos para fomentar o turismo rodoviário no país. De acordo com Siqueira, o ministro foi receptivo ao movimento, que envolve mudanças na burocracia brasileira para liberação de transporte interestadual de passageiros.

Conforme divulgado pela imprensa em encontro da Associação Brasileira de Operadores de Turismo (Braztoa), um dos assuntos tratados pelo secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Ministério do Turismo, Aluizer Malab, foi a intenção do Governo de superar entraves legais que hoje impedem o turismo com “stopovers”, nos moldes do turismo rodoviário europeu. Nesse modelo, o turista tem liberdade para embarcar e desembarcar em cada um dos destinos de um roteiro e escolher quanto tempo vai ficar. “Somos um país essencialmente rodoviário”, ressaltou Malab. Rogério Siqueira acredita que há potencial para atingir 40 milhões de viajantes com rotas turísticas.

Pedágio grátis – Uma das soluções que buscam facilitar o turismo rodoviário e foi debatida no 9º Encontro Estadual de Empresas de Transporte Turístico e Fretamento de Santa Catarina é o pedágio grátis. O estado do Paraná, junto com os sindicato dos hoteleiros, lançou uma campanha para bancar o pedágio dos ônibus com o objetivo incentivar o turismo rodoviário em Foz do Iguaçu.