Trump põe ex-piloto naval no comando da Nasa e gera polêmica

Bridenstine apoiou Trump durante sua campanha à Casa Branca

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na sexta-feira (1) James Bridenstine, ex-piloto da Aviação Naval e legislador republicano, para chefiar a Agência Espacial Americana (Nasa).

A decisão já gerou polêmica entre os opositores do magnata. O senador Marco Rubio e o democrata Bill Nelson criticaram a nomeação porque estão convencidos de que o político não pode dirigir o programa espacial dos Estados Unidos.

Bridenstine, de 42 anos e que apoiou Trump durante sua campanha à Casa Branca, era o favorito para assumir o cargo. Em 2012, ele foi eleito pelo estado de Oklahoma para a Câmara de Representantes, onde integra as comissões de defesa, ciências, espaço e tecnologias.

A Nasa lidera a exploração espacial norte-americana e tem um orçamento previsto de US$ 19 bilhões para 2018.

Da AnsaFlash