Trump congela todos os bens e ativos da Venezuela nos EUA

Trata-se de uma tentativa mais enérgica de pressionar Maduro

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou o congelamento de todos os ativos e bens da Venezuela em solo americano. A medida foi publicada em uma ordem executiva na noite de segunda-feira (5) e novos detalhes devem vir à tona hoje (6).

Trata-se de uma tentativa mais enérgica de pressionar o regime de Caracas.

A ordem de Trump significa um embargo econômico total contra o governo de Nicolás Maduro, considerado um ditador pelos EUA e cuja liderança não é mais reconhecida por Washington, que considera o opositor Juan Guaidó o presidente da Venezuela.

Em carta enviada à líder da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, Trump disse que tomou a decisão em razão da “contínua usurpação de poder” por Maduro e abusos contra os direitos humanos cometidas por forças leais a ele. A medida congela todos os bens do governo da Venezuela nos EUA e proíbe transações com Caracas, com exceção de casos com isenções específicas. Com isso, qualquer entidade ou instituição que fizer negócio com a Venezuela corre o risco de sofrer sanções. De acordo com o jornal “The Wall Street Journal”, é a primeira ordem dos EUA deste tipo contra um país do Ocidente em mais de 30 anos. Outras nações que sofrem esse tipo de bloqueio atualmente são Coreia do Norte, Irã e Cuba.

Da AnsaFlash