Toninho Cruz cobra revitalização do Teatro Municipal de Dourados

Vereador afirma que outros problemas urgentes como saúde e tapa-buracos não podem impedir o município de recuperar único espaço público de promoção das manifestações culturais de Dourados 

Toninho Cruz lamenta abandono do Teatro Municipal de Dourados e cobra revitalização do espaço cultural – Foto: Thiago Morais

O vereador Toninho Cruz (PSB) encaminhou requerimento à prefeita Délia Razuk (PR) pedindo a elaboração de um cronograma urgente de reforma e revitalização do Teatro Municipal de Dourados. “Em visita ao único local de promoção das manifestações culturais da nossa cidade, observamos a falta de infraestrutura e precariedade”, lamenta Toninho.  “Os frequentadores, sua maioria, nos solicitou a interferência junto ao poder público no sentido que fosse realizada uma ampla reforma e revitalização desse espaço que é fundamental para a cultura”, completa.

Toninho Cruz ressalta que um dos únicos locais para apresentações de espetáculos artísticos em Dourados está visivelmente abandonado. O Teatro Municipal foi inaugurado em abril de 1998 e tem capacidade para 420 lugares, mas está com problemas em todos os setores. “Ao mostrar a calamidade do Teatro Municipal de Dourados chamamos a atenção do poder público quanto a necessidade de se realizar os serviços solicitados, uma vez que é legitimo clamor dos munícipes que residem e frequentam naquele local”, argumentou.

De acordo com o vereador, tanto a entrada quanto a parte interna do Teatro Municipal estão precisando de reformas. “São cadeiras danificadas, com braços faltando pedaços e assentos com rasgos, além do carpete estar com saliências e até rasgados em diversos pontos, o que pode provocar um acidente aos usuários do espaço”, enumera Toninho Cruz.

Para o vereador, a reforma deve atingir todos os ambientes do Teatro Municipal de Dourados, desde o de uso geral como hall de entrada e assentos, até o palco, camarins, almoxarifado, banheiros. “Fiquei muito triste com o que vi e me solidarizo com os promotores de cultura de Dourados nas reivindicações para que o Poder Executivo revitalize o espaço que é fundamental para a fomentação da cultura”, ressalta.

Toninho Cruz lamenta que os agentes culturais que já sofrem com o represamento dos recursos do Fundo de Investimento Cultural (FIC) e com a queda nos valores para projetos, também tenham que sofrer com o abandono do Teatro Municipal de Dourados. “É lamentável encontrar uma estrutura que já foi referência para o Centro-Oeste brasileiro totalmente abandonada pelo poder público municipal”, comenta. “Espero que a prefeita Délia Razuk tenha sensibilidade com esse problema e determine à sua equipe a adoção imediata de medidas para revitalizar o Teatro Municipal de Dourados”, finaliza Toninho Cruz.