TJMS concede liminar a vereador preso por violência doméstica em Dourados

Diogo Castilho foi preso sábado, 04, acusado de violência doméstica contra a noiva de 27 anos – Foto: Valdenir Rodrigues/CMD

O desembargador relator da 2ª Câmara Criminal do TJMS, Ruy Celso Barbosa Florence, concedeu liminar e determinou a liberdade ao vereador Diogo Castilho (DEM), preso desde a noite de sábado (4/9) acusado pela noiva de violência doméstica. A decisão saiu no final tarde de hoje (10/9) e foi confirmada pelo advogado Maurício Rasslan, que faz a defesa da vítima.

Ele deve deixar a PED (Penitenciária Estadual de Dourados) até o final da manhã deste sábado,11.

“Por conta da burocracia, hoje não há mais tempo para isso. Mas acredito que amanhã [sábado] até o meio dia ele deve sair”, disse Rasslan ao Dourados News.

Conforme a decisão do magistrado, Diogo terá que cumprir algumas medidas impostas pela Justiça, entre elas manter distanciamento de no mínimo 200 metros da vítima, se apresentar todas as vezes que intimado dentro do processo e comunicar as autoridades em caso de necessidade de se ausentar da comarca.

Antes da tentativa do Habeas Corpus no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, a defesa havia tentado a liberdade de Castilho junto a 4ª Vara Criminal de Dourados, o que foi negado.

Entenda o caso 

O vereador foi preso acusado de violência doméstica contra a noiva de 27 anos na noite de sábado, após passarem o dia ingerindo bebidas alcoólicas.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.