Jogador desistiu da China justamente por acreditar que chance na Seleção estaria próxima

O técnico Tite anunciou nesta quinta-feira a convocação da Seleção Brasileira para os amistosos contra Panamá e República Tcheca, nos dias 23 e 26 de março, respectivamente.

A lista trouxe como principal novidade o atacante Vinicius Júnior, do Real Madrid. Lucas Paquetá, do Milan, e Felipe Anderson, do West Ham, também ganharam vagas no meio de campo. As escolhas são difíceis de contestar, mas a falta de um nome chama a atenção: Dudu, atacante do Palmeiras. Justamente por deixar claro que a lista da Copa América ainda está aberta, Tite poderia ter chamado o melhor jogador atuando no Brasil na última temporada.

No melhor momento na carreira e sem os problemas de comportamento de antes, o jogador do Verdão merecia uma oportunidade, ainda mais pela sua habilidade em abrir espaços pelas pontas na criação de jogadas ofensivas. Tudo faz ainda menos sentido quando Tite convoca Weverton, seu companheiro no Palmeiras, como opção para terceiro goleiro.

Para um treinador que defende sempre a bandeira do merecimento, a ausência de Dudu é algo difícil de entender. Um ‘castigo’ para um jogador que desistiu da China justamente por acreditar que uma chance na seleção estaria mais próxima.

Do L! Espresso