Técnico e atletas do MS vão representar o Brasil no Mundial de Canoagem na Suíça

Mundial de Canoagem Descida vai acontecer na cidade de Muota, na Suíça, do dia 30/05 à 03/06 – Divulgação

O Mundial de Canoagem Descida vai acontecer na cidade de Muota, na Suíça, do dia 30/05 a 03/06, e Mato Grosso do Sul está muito bem representado na disputa.

Compõe a equipe brasileira os atletas Rafael Girotto e Gustavo Figueiró, juntamente com o gerente de participação e lazer da Fundesporte, Rodrigo Miranda, escalado como técnico da seleção brasileira de canoagem.

As provas disputadas no Mundial de Canoagem são a descida clássica (prova mais longa) e sprint (prova mais curta e rápida). Ao todo serão 30 países participantes da competição, e mais de 100 atletas confirmados.

Os atletas sulmatogrossenses vem se preparando desde o brasileiro do ano passado, onde receberam o título de campeões, Rafael na modalidade Descida Clássica e Gustavo na Sprint.

Natural de Aquidauana, o canoísta Rafael contou sobre sua experiência no esporte e sobre o seu terceiro mundial, “Comecei bem cedo, nasci dentro da canoagem, e desde pequeno vi meu pai remando eu já queria fazer aquilo, e desde os quatro anos de idade já estava num caiaque, com quinze anos decidi seguir a carreira e hoje faz treze anos que estou competindo profissionalmente. Tenho cinco títulos brasileiros, nove estaduais, um vice sul-americano e fui classificado cinco vezes para o evento máximo da modalidade que é o Mundial, mas que participo é o terceiro esse ano”.

Os treinos acontecem em Aquidauana e no Distrito de Piraputanga por possuírem rios com descidas mais velozes, e em Campo Grande os atletas costumam praticar no Parque das Nações Indígenas.

Gustavo Figueiró revela que a sua história no esporte começou ali. “Fui conhecer a canoagem por curiosidade, vinha no Parque das Nações e via o pessoal remando, me interessei e desde então eu pratico, mas diferente do Rafael iniciei tarde, aos 29 anos, com 30 ganhei meu primeiro título e hoje tenho cinco títulos brasileiros e vários títulos estaduais. Não foi fácil, me dediquei bastante, quando desço uma corredeira eu dou muito valor e poder representar o Brasil, e chegar no nível dos caras é muito gratificante.”

Para melhorar o desempenho e se ambientar nos rios e ao clima do verão suíço, a equipe sulmatogrossense embarcará mais cedo para o campeonato, nesta sexta-feira, 26. Nesta época do ano as geleiras derretem nos alpes suíços, e viram corredeiras especiais para a prática do esporte.

A canoagem no MS é uma modalidade muito forte e competitiva, grandes nomes saem do Estado para representar o Brasil fora. O técnico da Seleção Brasileira de Canoagem, Rodrigo Miranda, fala sobre o desempenho dos atletas, “O Estado é um celeiro de talentos na canoagem, o bicampeão e vice-campeão brasileiros são daqui, o sul-americano também, temos campeões paraolímpicos com chances reais de medalha olímpica”.

Para promover a modalidade, o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul realizou vários eventos, como os festivais de praia em Sonora, Três Lagoas e Anaurilândia, campeonatos que reúnem mais de 40 canoístas do estado. Rodrigo Miranda também ressalta a importância da Bolsa-atleta para os atletas beneficiados na modalidade. “Esse incentivo da Fundesporte fomenta o crescimento do esporte no MS, o benefício gera resultados muito positivos tanto para os desportistas que representam o Estado nas competições nacionais e internacionais”.