Às 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira, contra a Ponte Preta, o Palmeiras encerra sua participação na primeira fase do Campeonato Paulista, no Allianz Parque. Para montar a escalação do time alviverde, o técnico Luiz Felipe Scolari tem uma série de problemas.

O primeiro jogo entre Palmeiras e Novorizontino, pelas quartas de final do torneio estadual, será realizado no fim de semana. Assim, com sua equipe já classificada à próxima fase, Felipão deve descansar os principais titulares para o confronto eliminatório.

O Palmeiras encerrou o duelo contra o São Paulo com um total de sete atletas pendurados por dois amarelos: Luan, Felipe Melo, Thiago Santos, Mayke, Diogo Barbosa, Moisés e Borja. Os cartões serão zerados a partir das quartas, mas quem tomar o terceiro no último jogo da primeira fase precisa cumprir suspensão.

Na defesa, o goleiro Weverton foi convocado para defender a Seleção Brasileira e o zagueiro Gustavo Gomez, a paraguaia. Antônio Carlos está suspenso, enquanto Luan e o jovem Vitão se recuperam de lesão. Assim, Felipão cogita a possibilidade de improvisar Thiago Santos ao lado de Edu Dracena.

Por outro lado, o treinador palmeirense conta com um reforço para enfrentar a Ponte Preta. Após cumprir seis jogos de suspensão por cuspir no corintiano Richard, Deyerson está liberado para disputar o Campeonato Paulista e pode substituir o pendurado Borja.

O Palmeiras enfrentará a Ponte Preta já classificado às quartas de final, mas o jogo pode ajudar na caminhada do clube no torneio. Nas etapas eliminatórias, tem o direito de decidir em casa o time que ostentar a melhor campanha na somatória de todas as fases anteriores.

Da Gazeta Esportiva