Com o objetivo de estreitar relações comerciais entre Brasil e Paraguai, representantes do Sistema Fiems receberam, nesta terça-feira (22/10), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), um grupo de empresários e representantes do Governo do Departamento de Concepción, no Paraguai, interessados em conhecer as potencialidades do setor industrial de Mato Grosso do Sul e os serviços e produtos oferecidos por Sesi, Senai e IEL para ajudar na implantação e estruturação de um parque tecnológico e industrial no país vizinho.

Segundo o superintendente do IEL, José Fernando do Amaral, ao longo dos últimos quatro anos o Sistema Fiems tem atuado na aproximação entre os dois países. “Já recebemos diversas delegações paraguaias e já fomos várias vezes ao Paraguai. Esse relacionamento com Concepción é de extrema importância comercial porque é uma região que vem recebendo altos investimentos por seu porto fluvial no Rio Paraguai e sua interligação com a Rota Bioceânica, podendo gerar muitos negócios com empresas de Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Ele ainda reforçou a expertise do Sistema Fiems para auxiliar Concepción na implantação do parque tecnológico e industrial. “O IEL, por exemplo, tem entre seus serviços o programa de estágio, fazendo uma ponte entre acadêmicos, faculdades e empresas, o programa de desenvolvimento empresarial, com diversos cursos para formação de lideranças, e com o PQF (Programa de Qualificação Profissional), que eu costumo chamar de joia da coroa, que é um programa que prepara pequenas empresas para fornecerem produtos e serviços para grandes âncoras”, explicou.

Inovação

Com relação à inovação e tecnologia, o superintendente do Sesi, Bergson Amarilla, destacou que a instituição atua em inovação, educação e saúde e segurança do trabalho. “Nosso objetivo é oferecer produtos e serviços que ajudem os trabalhadores das indústrias a serem mais produtivos e aos estudantes a se interessarem por assuntos referentes à tecnologia e programação, que fazem parte da realidade das indústrias. Além disso, temos expertise em gestão de saúde e segurança do trabalho, com um Centro de Inovação preparado para desenvolver soluções nessa área para as empresas de todo o País”, ressaltou.

A coordenadora do CIN/MS (Centro Internacional de Negócios de Mato Grosso do Sul), Nathália Alves, detalhou o trabalho desenvolvido no apoio a internacionalização das empresas. “Prestamos consultorias para empresas que desejam exportar e importar e ainda para aquelas que desejam se instalar no Paraguai. Temos aqui na Fiems o programa Indústria Sem Fronteiras, que apresenta um raio-x das principais cidades paraguaias que fazem fronteira com Mato Grosso do Sul para facilitar a implantação de empreendimentos do Estado no país vizinho”, comentou.

Repercussão

Na avaliação do governador de Concepción, Edgar Lópes Ruiz, o encontro foi o primeiro passo para uma integração regional. “Já estivemos com o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, e queremos conhecer as potencialidades do Estado. A ideia aqui na Fiems é ver como a Federação das Indústrias pode nos ajudar na implantação do nosso parque tecnológico e industrial, por isso estamos com empresários e representantes do governo nessa delegação”, salientou.

Já o consultor de investimentos do Governo de Concepción, Ricardo José Zelada Cafure, ressaltou que no âmbito da Rota Bioceânica, Campo Grande será um grande centro logístico. “Como estamos numa rota alternativa, queremos nos aproximar fortalecendo três eixos, que são turismo, universidades e produção e comércio. Concepción tem o lançamento de um parque industrial e a ideia é atrair empresas brasileiras, por isso fizemos questão de visitar a Fiems para entender melhor como ela pode nos ajudar”, finalizou.