Com um motor desenvolvido especialmente para o curso técnico em manutenção automotiva, o estande do Senai atraiu olhares curiosos de quem passou pela 2ª Feira do Trabalho, realizada pela Superintendência Regional do Trabalho em Mato Grosso do Sul neste sábado (02/09), no campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), em Campo Grande (MS). Já o espaço do Sesi apresentou cursos na modalidade EaD (Educação a Distância), como uso responsável dos medicamentos, administre seu dinheiro de forma consciente, princípios para uma gestão efetiva e atendimento ao público.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, visitou os estandes do Sesi e Senai, acompanhado de autoridades do Estado e do município, e elogiou a iniciativa. “Este trabalho notável que vemos aqui só foi possível graças a parcerias e participação de entidades e merece ser multiplicado para outras unidades da federação a partir do ano que vem”, disse sobre a Feira, que também é realizada pela Câmara de Vereadores de Campo Grande.

Além da manutenção automotiva, outros 22 cursos de iniciação, qualificação e aperfeiçoamento profissional do Senai foram apresentados ao longo da Feira, que segue até às 17 horas com uma série de atividades voltadas para o trabalhador que está inserido ou deseja entrar no mercado de trabalho. O gerente do Senai de Campo Grande, Marcos Costa, afirma que o portfólio de cursos levados para o evento foi selecionado de maneira estratégica, de acordo com a demanda das indústrias por mão de obra qualificada.

“São cursos que elevam a empregabilidade em razão da alta demanda da indústria por profissionais qualificados. E o Senai participa hoje da feira com este intuito, de mostrar a importância da qualificação para aqueles que buscam uma colocação no mercado de trabalho”, disse Marcos Costa. No estande do Senai, os visitantes também podem conhecer os 30 cursos, entre gratuitos e pagos, oferecidos na recém-inaugurada Escola Senai da Construção, nas modalidades presenciais e a distância.

Biosul

A Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul) levou para os trabalhadores a oportunidade de cadastrar currículos dos interessados em atuar na indústria sucroenergética do Estado. “Somos o segundo segmento da indústria que mais emprega no Estado, então trata-se de um leque de oportunidades”, disse o gerente da associação, Paulo Aurélio Vasconcelos.

A Feira foi aberta ao público às 8 horas e, além do ministro do Trabalho, contou com a presença do secretário estadual de Administração, Carlos Alberto Assim, que representou o governador Reinaldo Azambuja, o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, o deputado federal Elizeu Dionizio, o presidente da Câmara dos Vereadores, João Rocha, o reitor da UFMS, Marcelo Turine, e o superintendente regional do trabalho, Vladimir Struck.