Diretores do Sicredi foram recebidos esta semana no Centro Administrativo Municipal – Foto: A. Frota

Os servidores públicos do Município de Dourados também poderão se beneficiar, a partir de agora, da modalidade de consignação em folha, um empréstimo pessoal com pagamento das parcelas descontadas diretamente na folha de pagamento. Além disso, poderão ter acesso a todas as soluções financeiras oferecidas pela instituição financeira cooperativa Sicredi.

Esse foi o resultado de encontro, realizado na Prefeitura de Dourados, entre o vice-presidente da cooperativa, Edilson Lanzarini e o diretor executivo da Sicredi Centro-Sul MS, Giorgio Martins Bonato, com os secretários João Fava (Fazenda), Elaine Trota (Administração), Patrícia Bulcão (Governo) e o chefe da PGM (Procuradoria Geral do Município), Sérgio Henrique Martins de Araújo.

Os diretores da Sicredi mostraram as vantagens desse sistema, orientando no sentido de que o servidor só vai precisar se associar com a cooperativa de crédito, formalizando a abertura de conta corrente [é preciso apresentar documento de identificação com foto, CPF, comprovante de residência atualizado, comprovante de renda – holerite ou declaração de imposto de renda, e, caso seja casado, a certidão de casamento ou comprovação do regime de casamento e cópias de documento de identificação e CPF do cônjuge] para, a partir daí, usufruir do programa.

Giorgio Martins Bonato disse que essa é mais uma solução que a Cooperativa oferece para ajudar os associados a tirar os planos do papel. “É uma oportunidade de terem acesso ao cooperativismo e ao crédito consignado, com taxas favoráveis e de um jeito descomplicado. Além disso, ao ser um associado, o servidor passa a ser dono da instituição financeira cooperativa e participa dos resultados gerados de forma coletiva”, afirmou.

A secretária municipal de Administração está encaminhando, junto ao setor de Recursos Humanos da Prefeitura, levantamentos complementares para facilitar o acesso do servidor a essa modalidade de crédito. “A proposta é boa, com taxas estimulantes e as condições que certamente vão facilitar para o servidor”, raciocinou Elaine.