Juiz Sérgio Moro determinou que a transferência seja feita sem o uso de algemas

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, deixou o Complexo Médico-Penal, na Região Metropolitana de Curitiba, às 14h49 desta quarta-feira (11). Ele será levado de volta ao presídio de Benfica, no Rio de Janeiro.

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, determinou a transferência pouco antes das 14h.

O juiz orientou que esta transferência seja feita sem algemas.

“(…) O transporte do preso deve ser realizado sem algemas, independentemente de eventuais riscos, já que assim determinado pela 2ª Turma do Egrégio STF”, escreveu Moro ao determinar que a Polícia Federal (PF) seja comunicada com urgência sobre efetivação da transferência do ex-governador.

Sérgio Cabral foi preso em novembro de 2016. Em janeiro deste ano, Cabral foi transferido da Cadeia Pública José Frederico Marques, no bairro de Benfica, no Rio de Janeiro, para presídio do Paraná, após denúncias de que ele estava recebendo regalias na prisão.

Do G1

Deputado Zé Teixeira