Técnicos e gestores do Senai e Senar visitaram nesta quinta-feira a Rede de Laboratórios do Senai de Dourados - Divulgação
Técnicos e gestores do Senai e Senar visitaram nesta quinta-feira a Rede de Laboratórios do Senai de Dourados – Divulgação

O Senai e Senar vão convergir esforços para, por meio de pesquisas e soluções tecnológicas, impulsionar o desenvolvimento do agronegócio de Mato Grosso do Sul. O estreitamento da parceria foi alinhado ao longo desta quinta-feira (06/07), em Dourados (MS), durante um encontro técnico entre as instituições, em que ambas trocaram informações sobre serviços e infraestrutura. O dia foi de palestras dos técnicos e gestores de ambas instituições, além de visitas à Rede de Laboratórios do Senai de Dourados.

Na abertura do evento, o diretor-técnico do Senai, Gilberto Schaedler, afirmou que a maior integração das duas instituições irá alavancar a cadeia produtiva do Estado como um todo. “Senai e Senar já são parceiros, mas, com as oportunidades que debatemos no dia de hoje, passaremos a ter uma visão de cadeia e não de pontos específicos. São ações que vão movimentar e ampliar a cadeia como um todo, por isso é um momento significativo, quando nós estamos conseguindo integrar o trabalho do Senai e Senar, com a participação da Embrapa, do Sebrae, Agraer e outras instituições parceiras, no sentido de movimentarmos esforços para contribuir com o agronegócio, otimizando seus processos, custos de operação, melhoria da qualidade e aumentando a competitividade”, analisou.

Já o superintendente do Senar, Rogério Beretta, afirmou que grande importância do alinhamento entre as instituições é a junção da expertise e tecnologias de ambas. “O Senai já é um parceiro nosso porque não se fala em agronegócio sem falar da parte industrial. E os dois setores precisam caminhar cada vez mais próximos, porque quanto mais se investe na cadeia do agro, melhor a matéria-prima chega para a indústria e, consequentemente, à mesa do consumidor. Vamos buscar a redução de custos e otimização na utilização dos nossos recursos, para que a gente garanta a potencialização dos conhecimentos e serviços do Senar e Senai”, disse.

Na primeira palestra do dia, o gerente de tecnologia e inovação do Senai, Leandro Schneider, apresentou o portfólio de serviços de consultoria da área, como trabalhos de diagnósticos, soluções de problemas e recomendações no campo do processo de produção de produtos e da execução de serviços, visando a melhoria de sua qualidade, produtividade e competitividade das indústrias. “O objetivo é buscar alinhamento entre instituições que podem gerar impacto na agroindústria. Demonstramos tecnologias e metodologias para alavancar o agronegócio e, desta forma, contribuir com o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, falou.

Palestras

A palestra do gerente do Senai de Dourados, Yashi de Miranda, abordou os serviços na área da educação oferecidos pela instituição, que incluem cursos de iniciação profissional, aprendizagem industrial básica e técnica, qualificação profissional básica, aperfeiçoamento profissional, habilitação técnica, especialização profissional, e cursos de Educação Superior, como graduação tecnológica, extensão e pós-graduação “lato sensu”. “O encontro teve como objetivo a integração das entidades que trabalham com o agronegócio, e discutimos, pautado nas áreas de atuação de cada uma, uma forma de convergir mais os esforços, alocar mais força onde precisa e estar mais próximo do agro, que é o setor que produz e fornece a matéria-prima para a indústria”, destacou.

Em relação às consultorias em processos industriais, o gerente do Senai Empresa, Rodolpho Mangialardo, apresentou a estrutura da instituição para dar mais agilidade e qualidade no atendimento às demandas da indústria, por meio de um modelo de gestão que integra e conecta institutos. Depois, o técnico do Senai, Vitor Bordin, falou sobre um o Programa Senai de Qualidade na área de Rotulagem e Alergênicos, seguida da palestra sobre o programa Brasil Mais Produtivo, do técnico do Senai Lucas Gomes.

Presente no evento como parceiro, o coordenador de Agronegócio do Sebrae, Marcus Rodrigo de Faria, considerou que a aproximação das instituições permitirá que o produtor rural consiga organizar melhor o processo produtivo de suas propriedades. “O Sebrae tem uma área de Agronegócio que atua no estado inteiro com projetos voltados para o crescimento do produtor rural, para que ele possa aumentar sua produtividade e consequentemente sua renda. O encontro de hoje vai aproximar as ações do Sebrae com o Senai e Senar, e o produtor poderá se estruturar melhor, se organizar de maneira mais adequada e voltar a ter mais renda em sua propriedade”, opinou.

O encontro técnico foi finalizado com uma visita do grupo aos laboratórios de análises microbiológicas e de análises físico-químicas, que fazem parte do complexo laboratorial do IST Alimentos e Bebidas (Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos e Bebidas). “É extremamente importante as instituições conhecerem o trabalho que o Senai desenvolve, um trabalho de excelência de tecnologia, muito à frente do que a gente imagina que exista aqui em Dourados. Nós, do poder público, podemos e devemos divulgar essa expertise que o Senai para os empregos, fazendo com que elas sejam encaminhadas para um diagnóstico, tornando-as mais competitivas no mercado”, avaliou a secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Dourados, Rose Ane Vieira.