Senai apresenta em Três Lagoas alternativa de reduzir conta de luz com Sistemas Fotovoltaicos

Depois de Campo Grande, Dourados, Sidrolândia e Maracaju, foi a vez de Três Lagoas receber a equipe do Senai Empresa para a apresentação do projeto “Sistemas Fotovoltaicos”, que integra o PSGE (Programa Senai de Gestão Energética) e marca a inserção da instituição no mercado da energia limpa. O evento foi realizado na noite desta quarta-feira (30) no auditório do Senai de Três Lagoas e reuniu empresários de diferentes segmentos da indústria interessados em reduzir os custos da conta de luz.

Segundo o gerente do Senai Empresa, Rodolpho Caesar Mangialardo, o interesse dos empresários sobre a energia fotovoltaica é algo que vem crescendo muito. “Percebemos que as pessoas estão muito curiosas para saber como o projeto funciona, como o financiamento pode ajudar na implantação e instalação do equipamento e em quem confiar, porque estamos vendo também muitos aventureiros no mercado, ofertando produtos, mas sem corresponder às expectativas. E o Senai Empresa vem justamente nesse suporte de consultoria”, afirmou, acrescentando que a instituição tem sido bastante procurada.

“São empresários que querem saber como funciona, se vale a pena e isso só reforça a credibilidade que temos construído. E a energia fotovoltaica é realmente algo que vale a pena. Pessoas que já converteram a energia solar em seus comércios, residências, indústrias e até no meio rural já estão tendo resultado desse investimento. Estamos abrindo cada vez mais o mercado em uma cidade diferente em todo o Mato Grosso do Sul, explicando que a energia solar traz mais economia e, consequentemente, mais competitividade para as empresas”, destacou Rodolpho Mangialardo.

De acordo com o gerente do Senai de Três Lagoas, Antônio Carlos de Campos Faria, um dos nossos compromissos da instituição é aumentar a competitividade das indústrias. “Apresentar um projeto que ajuda a empresa numa economia em suas despesas de conta de luz é algo que contribui para atingirmos esse nosso objetivo. Além disso, a energia fotovoltaica ainda pode trazer novos pontos de negócios, como treinamentos e serviços”, comentou.

O gerente geral da agência do Banco do Brasil em Três Lagoas, Julio Jara, ressaltou a credibilidade da parceria entre a instituição financeira e o Senai. “São duas instituições de nome bem forte e de confiança perante os empresários. É muito importante para o banco fazer o financiamento sabendo que uma instituição de credibilidade como o Senai já fez toda uma análise sobre a viabilidade do projeto”, disse.

Na avaliação do analista técnico do Sebrae/MS em Três Lagoas, Marcos Lima, a apresentação do programa Sistemas Fotovoltaicos na região é importante para disseminar o conhecimento entre os empresários. “Vemos com muitos bons olhos essa ação do Senai. Sabemos que não vai acontecer só em Três Lagoas, mas em todo o Estado e isso favorece para que nossos empresários tenham conhecimento sobre o assunto e possam levar para suas empresas esse conhecimento, economizando e tendo mais competitividade”, afirmou.

Empresários

O gerente-administrativo industrial da Cobrecom, Pedro Augusto Natal, considera-se fanático pelo assunto e tem pesquisado constantemente. “Fiquei muito curioso para conhecer o projeto do Senai. Ainda não implantei na minha empresa as placas fotovoltaicas, mas pretendo, porque é a tendência do mercado. Em momentos de crise, é importante se atentar para opções que podem reduzir os custos de produção e energia solar é uma energia boa e barata”, salientou.

Diretor da empresa Triaço, Ademir Celis Gonçalves não perde um evento sobre energia fotovoltaica. “Eu tenho um projeto de montar uma empresa de instalação e talvez revenda. Queremos ser autossustentáveis em energia solar, que é, sem dúvida, a energia do futuro. É uma oportunidade de diminuir custos, sem falar na questão da sustentabilidade, já que a energia solar é uma energia limpa, que não polui. Penso inclusive em criar no futuro uma matriz energética para vender para distribuidora daqui, que é algo que já tem na Alemanha”, detalhou.

Interessado em diminuir os custos da nova residência, o empresário Nelcir Friess, da JVN Aço, não perdeu a oportunidade de participar do evento do Senai Empresa. “Na verdade, vim mesmo por conta da minha nova casa, que estou construindo e já quero implantar o sistema de energia solar para economizar na conta, mas também tenho interesse em implantar mais para frente na minha empresa”, contou.

Simulação

Ao fim da palestra, o Senai Empresa ofereceu uma simulação para ver a viabilidade da redução do valor da conta de energia. Um dos interessados foi o assistente administrativo da Komatsu Forest, Rodrigo Fernando. “Vim representando a empresa para saber a viabilidade de implantarmos o projeto e dentro de seis anos conseguimos pagar o investimento”, disse.

Outro interessado foi o diretor industrial da Feral Metalúrgica, Sérgio Maciel de Oliveira. “Já tinha pesquisado sobre energia fotovoltaica e acredito que é a tendência do futuro. Nossa conta de 25 mil reais baixaria para 21 mil. Não é uma diferença muito significativa, mas poderíamos utilizar esses quatro mil em outras coisas”, comentou.

Sistemas Fotovoltaicos

Para o empresário interessado em instalar em sua indústria um sistema de placas fotovoltaicas, o Senai oferece consultoria, orientando, de maneira técnica, sobre fatores como preços de mercado, linhas de financiamento disponíveis e viabilidade da instalação, além de firmar parcerias com o Banco do Brasil, que financia para empresários os custos do projeto, via FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-oeste), e com o Sebrae, que subsidia até 80% do valor da consultoria. Pessoas físicas, por sua vez, que desejam instalar o sistema em imóveis residenciais, por exemplo, podem contrair financiamentos comuns para custear a instalação das placas solares em qualquer instituição financeira.

Serviço – Mais informações pelo telefone 0800-7070745.