Senador Nelsinho Trad acompanhou os embaixadores em encontro com o governador Reinaldo Azambuja – Assessoria

Os embaixadores da Associação de Nações do Sudeste (Filipinas, Indonésia, Malásia, China, Tailândia, Singapura e Vietnã) aceitaram o convite do presidente das Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), senador Nelsinho Trad (PSD/MS), e vieram à Campo Grande discutir sobre a Rota Bioceânica e conhecer as potências de Mato Grosso do Sul.

O grupo, acompanhado de três embaixadores brasileiros, se reuniu nesta sexta-feira com o governador Reinaldo Azambuja, visitou a Prefeitura de Campo Grande e debateu o tema na Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) com a participação de representantes da Famasul e da Assembleia Legislativa. “Foi muito importante para o nosso Estado essa conquista, nós somos fortes no agronegócio e eles se interessaram em ver, podem investir e apoiar a Rota Bioceânica porque vai baratear!as importações e exportações de produtos da Ásia para América do Sul”, comentou o senador Nelsinho Trad.

Para o governador Reinaldo Azambuja, O primeiro encontro já manifestou a relevância do corredor bioceânico. “A participação de três embaixadores do Brasil com apoio do Ministério das Relações Exteriores e a presença do presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, nosso senador Nelsinho Trad, que articulou esse encontro, demonstra o interesse de todos”, destacou o governador.

O embaixador da Malásia, Lim Juay Lin, defendeu a Rota Bioceânica. “Se puder encurtar a distância, poderemos ultrapassar as barreiras”, disse.

Segundo os embaixadores, a Associação de Nações do Sudeste existe há 52 anos e busca a integração entre os países. “Esse dia foi de muito aprendizado”, comentou o embaixador chinês Miyo Tint.

Justificativas

Em seu discurso, o senador Nelsinho Trad falou sobre as vantagens da Rota Bioceânica.

“Rota Terrestre Bioceânica e as demais rotas de integração em desenvolvimento na América do Sul representam a redução do frete em cerca de 40%, e a diminuição do tempo de trânsito em 12 dias. Criação de oportunidades em todo o cone Sul das Américas”, ressaltou o senador.

Orteco