Medida prevê aumento da idade mínima para adquirir armamentos

O Senado da Flórida aprovou uma lei para reforçar o controle de armas de fogo, particularmente nas escolas, em um placar com 20 votos a favor e 18 contra, nesta segunda-feira (5).

A medida vem em resposta ao massacre ocorrido na escola de ensino médio Marjory Stoneman Douglas, em Parkland, no mês passado, que deixou 17 pessoas mortas e 15 feridas.

“A oportunidade de conhecer e ouvir os sobreviventes do tiroteio na Marjory Stoneman Douglas, bem como as famílias das vítimas, teve um tremendo impacto em cada um dos senadores e influenciou significativamente o desenvolvimento desta legislação importante”, disse o senador Bill Galvano após a aprovação da medida.

O projeto prevê o aumento da idade mínima para compra de armas de 18 para 21 anos, o estabelecimento de um “período de espera” de três dias antes de cada aquisição, o veto aos “bump stocks”, equipamento usado para elevar o poder de fogo de armamentos semiautomáticos, e a possibilidade de armar funcionários de escolas, mas não professores.

A lei ainda precisa ser aprovada pela Câmara estadual e sancionada pelo governador, mas representa um rompimento com a Associação Nacional do Rifle (NRA), grupo pró-armas que tenta barrar restrições nos Estados Unidos.

Da AnsaFlash