Edu Dracena ergueu o troféu da Copa Flórida – Foto: Divulgação/Igor Castro

Os jogadores do Palmeiras não puderam receber o troféu da Copa Flórida neste sábado, pois a delegação já havia deixado o Exploria Stadium no momento da derrota do Corinthians. Assim, sem o elenco, o presidente Maurício Galiotte ergueu a taça e valorizou a experiência nos Estados Unidos.

“Nosso objetivo era fazer uma boa pré-temporada e uma semana de preparação com trabalho muito intenso. Conseguimos o título do torneio e é importante, porque a torcida está feliz e o que nós queremos é isso”, declarou o dirigente, em entrevista à ESPN.

Os ex-jogadores alviverdes Amaral e Cleber foram os responsáveis por carregar o troféu até Galiotte. O presidente, então, exibiu a taça para a torcida e a entregou ao assessor técnico Edu Dracena, que enfim a levantou.

O elenco de Vanderlei Luxemburgo deixou o estádio antes da cerimônia de premiação para não atrasar o cronograma de retorno ao Brasil, ainda no sábado. O título só foi definido com a derrota do Corinthians para o Atlético Nacional, logo depois do triunfo do Verdão sobre o New York City.

Com uma vitória nos pênaltis (sobre o Atlético Nacional) e outra no tempo normal (contra o New York City), Galiotte fez um balanço positivo da primeira participação do Palmeiras na Copa Flórida.

“Foram os primeiros jogos e ainda estamos em início de trabalho. O importante é avaliar a garotada da base que está conosco aqui. O Vanderlei vai testar e dar espaço a eles”, completou.

Da Gazeta Esportiva

Câmara de Ponta Porã_Audiência Prestação de Contas