Sargento Lusmária da PM de Dourados é eleita Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

Na manhã desta sexta-feira (10) as Policiais Militares 1ª Sargento PM Lusmária e Soldado PM Veron pertencentes ao 3° Batalhão de Polícia Militar de Dourados participaram da eleição da mesa diretora do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

O conselho tem por finalidade implementar políticas públicas para garantir a igualdade de oportunidades e de direitos entre homens e mulheres, de forma a assegurar à população feminina o pleno exercício de sua cidadania.

O conselho visa também elaborar projetos que atendam às necessidades da mulher, com prioridade da mulher em estado de vulnerabilidade, seja ele por violência, preconceito ou qualquer outro agravante.

A reunião contou com a participação das mulheres membros do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, e tinha por finalidade a votação da mesa diretora que conta com a eleição da Presidente, Vice-Presidente e Secretária.

A eleição para definir a mesa diretora foi realizada na casa dos Conselhos, momento em que houve a votação por partes das conselheiras, sendo a 1ª Sargento PM Lusmária eleita com a maior parte dos votos como a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

Com a nomeação como Diretora a 1ª Sargento PM Lusmária ficará à frente na tomada de decisões, na coordenação e execução dos trabalhos que serão realizados em prol do bem-estar e na luta por melhorias para as mulheres residentes em Dourados e distritos, bem como as mulheres residentes nas Aldeias Indígenas.

A mesa diretora contou ainda com a nomeação de outros nomes de mulheres que tem se destacado também na luta pela causa feminina em nossa cidade, entre elas estão Suely Ramos de Oliveira que é assessora parlamentar na Câmara Municipal de Dourados que foi eleita  como vice-presidente e Ângela Maria Plotzki que é representante do sindicato dos servidores da UFGD que foi eleita na função de secretária do Conselho.

Todas juntas, as conselheiras somam forças em busca de melhores condições de vida para a mulher Douradense.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.