Santos demite Dorival e quer fechar com Levir Culpi nesta segunda

Dorival Júnior não é mais técnico do Santos. A derrota para o Corinthians, em Itaquera, foi a gota d’água para a cúpula santista, que resolveu interromper o trabalho do treinador para buscar um novo profissional. Modesto Roma Júnior, presidente do clube, seguia com o pensamento de manter o treinador no comando da equipe, mesmo com o mau momento do time, mas acabou ficando isolado e cedeu à pressão de dirigentes, conselheiros e torcedores. Em uma reunião na tarde desse domingo, Dorival foi comunicado oficialmente e pessoalmente de sua demissão.

O Santos já definiu que Levir Culpi é seu principal alvo para assumir o comando técnico da equipe. A diretoria do Peixe entrou em contato com o treinador no final da noite deste domingo e espera por um retorno positivo nesta segunda-feira. Além dele, nomes como Claudinei Oliveira e Gilson Kleina também estão no radar, mas são tratados como ‘Plano B’ pela diretoria alvinegra.

Segundo apurado pelaGazeta Esportiva, a cúpula do alvinegro aposta em Levir por dois motivos. O primeiro é que ele está livre no mercado, já que não treinou nenhuma equipe desde a saída do Fluminense, em 2016. Além disso, os dirigentes também levam em consideração o fato do treinador ter barrado Fred no time carioca. Isso porque os santistas acreditam que o atual elenco está acomodado e precisa de um ‘chacoalhão’.

Caso Levir não aceite treinar o Peixe, Claudinei Oliveira deve ser procurado. Ele é visto com bons olhos pelo presidente Modesto Roma Júnior, com quem tem boa relação. Atualmente no Avaí, o treinador surgiu para o futebol justamente no alvinegro, quando assumiu a equipe na vaga do demitido Muricy Ramalho, em 2013.

Mesmo com um time considerado mediano e fragilizado após a saída de Neymar para o Barcelona, Claudinei conseguiu terminar o Brasileirão daquele ano com o Santos na sétima posição. Apesar disso, o treinador acabou sendo dispensado no final da temporada.

Por fim, Gilson Kleina vem fazendo bom trabalho na Ponte Preta, onde alcançou o vice do Campeonato Paulista, eliminando justamente o Peixe nas quartas de final. No Brasileiro, a Macaca tem sete pontos e ocupa a sexta colocação.

Pesa contra Kleina e Claudinei o fato deles já estarem empregados, o que pode dificultar a negociação. Certo mesmo é que o auxiliar Elano vai comandar o treino desta segunda-feira, no CT Rei Pelé, e deve dirigir alvinegro no embate contra o Botafogo, quarta, no Pacaembu, pela quinta rodada do Brasileirão.

Da Gazeta Esportiva