Sanesul investe em novas estações de tratamento de esgoto no Estado

São 9 estações em fase final de construção, algumas já em pré-operação; outras 4 estão sendo ampliadas

Obras da ETE Ivinhema com capacidade de tratar 40 litros por segundo; investimento de R$ 3,5 milhões – Acom/Sanesul

A Empresa de Saneamento do Estado de Mato Grosso do Sul (Sanesul) está ampliando o sistema de tratamento de esgoto no Estado, com projetos em execução em várias cidades operadas pela empresa.

As Estações de Tratamento de Esgoto, ou ETEs, são unidades operacionais do sistema de esgotamento sanitário que através de processos físicos, químicos ou biológicos removem as cargas poluentes do esgoto, devolvendo ao ambiente o produto final, efluente tratado, em conformidade com os padrões exigidos pela legislação ambiental.

É na estação, por onde todo esgoto doméstico gerado e recolhido passa, que o tratamento acontece. O tratamento de esgoto é extremamente essencial, pois é a partir dele que muitos problemas ambientais e de saúde são evitados.

Ampliações

Atualmente, passam por ampliação as ETEs: Ipê de Dourados, Bataguassu, Jupiá de Três Lagoas e Nova Andradina. As ampliações garantem maior capacidade de tratamento, ou seja, a ETE pode receber maior volume de efluentes da cidade. Geralmente ocorrem conforme a cidade cresce e há um maior número de rede e ligações domiciliares.

Segundo a diretoria de Engenharia e Meio Ambiente, além de ampliação a Sanesul também está investindo na construção de novas estações.

“A empresa tem obras de infraestrutura de redes de coleta de esgoto em várias cidades e é necessário que as ETEs tenham capacidade para receber e tratar todo o efluente gerado pela população. Por isso, também precisamos investir na ampliação das estações existentes. Além disso, estamos com alguns projetos de novas ETEs em construção, algumas praticamente prontas para começar a operar. São investimentos de grande porte suficientes para atender as demandas das cidades por muitos anos, e estão sendo feitos num momento importantíssimo em que o Estado está empenhado em universalizar o esgotamento sanitário”, ressaltou o diretor Helianey Paulo da Silva.

ETEs em construção

As estações em construção com recursos da Sanesul e federais via Funasa, são: Aral Moreira (em pré-operação), Juti, Angélica (em pré-operação), Novo Horizonte do Sul e Itaporã.

Anaurilândia, Ivinhema e Dois Irmãos do Buriti são projetos em execução com recursos da própria empresa.

A ETE Souza Dias de Três Lagoas, com capacidade de 100 l/s, está sendo construída com recursos Federais.

Todo esse investimento representa um avanço significativo em qualidade de vida das famílias sul-mato-grossenses.

A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) é um órgão executivo do Ministério da Saúde, que atua em municípios de até 50 mil habitantes, e desenvolve um papel importante em melhorias no saneamento básico das comunidades menores e também é responsável em garantir recursos que estão ajudando a transformar os números do saneamento no nosso Estado.

Novas Estações

Há outras estações de tratamento de esgoto em fase de planejamento e licitação para os municípios que foram recentemente contemplados no Programa Avançar Cidades e já estão com recursos garantidos.

“A chegada dessas estações vai ajudar a transformar os serviços públicos de saneamento universalizados.

Isso mostra que a população pode confiar na gestão dos recursos e que eles estão sendo aplicados para que todos tenham acesso ao tratamento do esgoto doméstico, garantindo todos os benefícios desse serviço que são evidentes na saúde pública, na educação e na geração de renda e emprego. Ter saneamento universalizado é alcançar o comprometimento com o futuro”, disse o diretor presidente Walter Carneiro Jr.

Destaques

Dois projetos que estão adiantados: da ETE em Sete Quedas, com capacidade de tratar até 10 litros de esgoto bruto por segundo, que já está em fase de licitação, viabilizado com recursos próprios da empresa. E, da ETE Caarapó que terá capacidade de tratar 40 l/s, recurso este do Programa Avançar Cidades.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.