Samu nega que houve omissão de socorro a paciente indígena na aldeia Jaguapiru

Coordenador do Serviço diz que após interrupção de ligação telefônica foram realizadas várias tentativas de localização da paciente, porém sem sucesso

O coordenador do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) em Dourados, médico Sandro Barreto dos Santos, negou na manhã desta quinta-feira (04) que tenha havido negligência no atendimento à paciente indígena que estaria infectada pelo coronavírus, conforme relatado em rede social pelo capitão da aldeia Jaguapiru, Ezael Morales, e repercutido na imprensa local e estadual durante a quarta-feira (03).

De acordo com o coordenador, por volta de 12h da quarta-feira foi acolhida chamada realizada pelo capitão da aldeia, que em seguida repassou a ligação para a médica, que se identificou como Dra. Poliana, e que durante a passagem de caso da paciente para o médico regulador do Samu, foi discutida a possibilidade de remoção da paciente, de 39 anos, com teste positivo para Covid-19, informada naquele momento pela equipe de saúde local, e que a paciente se apresentava sem sinais de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave). “No entanto, ficou sem término o processo de regulação, devido à interrupção da ligação antes do fim do processo”.

“Conforme relatório, a equipe fez em seguida várias tentativas de retorno no telefone informado, diversas tentativas, visando suporte e término da regulação do paciente, porém sem sucesso”, diz o coordenador do Samu.

Sandro explica ainda que após contato da equipe com Hospital da Missão foi identificada a admissão da paciente, por volta das 12h15, na unidade de saúde, “estável, sem qualquer sinal de SRAG, saturando bem em ar ambiente, sem necessidade de remoção pela unidade de suporte avançado”.

“Estamos em processo de esclarecimento dos fatos junto à equipe. O Samu 192, em nenhum momento se negou a atender a referida paciente, tanto que foi realizada busca ativa da localização da paciente após interrupção da ligação”, reafirma o coordenador, mencionando que o Samu 192 se encontra a disposição para maiores esclarecimentos.