Direito e administração são os cursos com mais inscritos

O ensino superior abre portas para a inserção de pessoas no mercado de trabalho. É com esse objetivo que muitos jovens passam por um processo – difícil, é bem verdade – de ter que escolher qual carreira pretendem seguir. No Brasil, de 2016 a 2016, houve uma taxa média anual de crescimento de 4,9% no número de matrículas, chegando a um aumento de 62,8%.

As opções são variadas, tanto em relação aos cursos quanto às universidades. Além das públicas, há instituições privadas de ensino. Para quem deseja fazer uma faculdade particular e não pode pagar existem programas que oferecem bolsas de estudo para os estudantes, como é o caso do Educa Mais Brasil, que oferece desconto em várias instituições de ensino em todo o Brasil. Em Santa Catarina, por exemplo, há vagas para instituições como Uniasselvi e Senac. Apesar da diversidade, há alguns cursos que se destacam. Confira os 10 maiores em número de matrículas, de acordo com o Censo da Educação Superior 2016 divulgados pelo Inep.

1 – Direito: Esse é o curso com mais matrículas (862.324). A graduação prepara o profissional para mediar as relações entre empresas, cidadãos e o poder público no que tange ao cumprimento das normas jurídicas. Possui diversos ramos de atuação tanto no poder público quanto no privado.

2 – Administração: Com 710.984 matrículas registradas, esse curso prepara o profissional para trabalhar com tudo o que se relaciona à gestão de uma empresa, desde marketing até gestão de pessoas e controle financeiro. Por esse amplo leque de possibilidades é que o administrador pode atuar em diferentes mercados.

3 – Pedagogia: O pedagogo tem um papel fundamental na educação brasileira, já que trabalha em prol de garantir e melhorar o ensino público e privado. Para isso, pode gerenciar e supervisionar escolas, métodos de ensino e práticas pedagógicas, fiscalizar a legislação vigente, dar aulas nos anos iniciais do fundamental e orientar professores. O curso de pedagogia tem 679.286 matrículas.

4 – Engenharia Civil: Se você está dentro de uma construção hoje, seja prédio ou casa, certamente ela foi projetada por um engenheiro civil, já que atualmente são poucas as pessoas que fazem isso com as próprias mãos, por se dizer. São os engenheiros civis que projetam e supervisionam obras de quaisquer natureza, bem como garantem a estabilidade e segurança das mesmas. No Brasil existem 360.445 alunos matriculados nesse curso.

5 – Ciências Contábeis: Seguindo de perto a Engenharia Civil estão as Ciências Contábeis, com 355.425 matrículas. O contador é essencial para manter as finanças de uma empresa em ordem, controlando e gerenciando tudo o que entra e sai de dinheiro. Também pode trabalhar com contratos e garantir que a organização siga as normas legais estabelecidas.

6 – Enfermagem: Esse campo de atuação é um dos que estão mais em alta nos últimos anos, sobretudo por causa do atendimento domiciliar. O profissional pode trabalhar em comunidades, auxiliar psicólogos, médicos e nutricionistas, administrar e gerenciar remédios, entre outras atribuições e ocupações de grande importância na área da saúde. O curso pode ser técnico ou de graduação. No ensino superior há 273.444 matrículas.

7 – Psicologia: Mais uma profissão relacionada à área da saúde. O campo de atuação de um psicólogo é amplo. Além de poder trabalhar em consultório particular, pode se dedicar à área acadêmica, atuar na área de recursos humanos das empresas, participar da preparação de atletas de alta performance, em hospitais e postos de saúde do setor público, entre várias outras ocupações. O curso tem 235.594 alunos matriculados.

8 – Educação Física: o profissional com essa formação pode lecionar aulas esportivas e de preparação física em clubes, academias e escolas, bem como prestar atendimento individualizado como personal trainer. O educador físico também pode preparar esportistas e atletas amadores no condicionamento físico. Para exercer a profissão é necessário ter registro no Conselho Regional de Educação Física (Cref) do seu estado. As academias e escolas são os estabelecimentos que mais empregam nessa área. São 185.554 alunos matriculados nesse curso.

9 – Arquitetura e Urbanismo: Se o engenheiro civil é o profissional mais ligado à infraestrutura de um projeto arquitetônico, o arquiteto tem a incumbência de projetar o espaço como um todo, priorizando o conforto e a estética. Entre os aspectos que ele tem que levar em conta estão a disposição dos móveis, ventilação, iluminação, além de outros atributos. O curso tem 167.271 matrículas.

10 – Engenharia de Produção: O profissional dessa área pode elaborar métodos, procedimentos e estratégias para otimizar a produtividade e o setor logístico e comercial de uma empresa. O setor industrial se beneficia muito do trabalho de controle da linha de produção, ainda mais em um cenário de crise e com diversas transformações tecnológicas. O curso tem 165.677 matrículas registradas.