Rumo à universalização, Três Lagoas recebe mais um caminhão customizado da MS Pantanal 

Município conta agora com três unidades da “retro saneamento”, apontada como solução para o setor

A cidade de Três Lagoas recebeu, nesta semana, mais um caminhão customizado da Ambiental MS Pantanal (AMSP). A empresa foi criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre o Grupo Aegea e a Sanesul, com a missão de impulsionar investimentos e garantir a universalização do saneamento básico na próxima década. Agora, o município conta com três unidades do veículo, que foi desenhado com o objetivo de minimizar possíveis transtornos causados por obras, e é apontado como uma nova solução para o setor.

A chamada “retro saneamento” trará mais agilidade a serviços como manutenção, troca de tubulação, ligação da rede de esgoto, entre outros. Isso será possível porque esse tipo de caminhão reúne – em um só veículo – equipamentos como caçamba, retroescavadeira, baús para acondicionamento de ferramentas, guindaste e engate rápido para instrumentos hidráulicos.

Com isso, o deslocamento de vários veículos para a realização de um só serviço não se faz mais necessário, resultando na redução da emissão de poluentes e de possíveis transtornos no tráfego das cidades.

“A retro é muito importante no dia-a-dia da operação. Com equipamentos mais modernos, temos mais agilidade e produtividade na execução dos serviços”, disse o supervisor da regional de Três Lagoas da AMSP, Luis Gustavo dos Santos. O mesmo modelo já foi entregue pela MS Pantanal em municípios como Dourados, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Aquidauana, Ribas do Rio Pardo, Jardim, Paranaíba e Ponta Porã.

Nesta semana, colaboradores da MS Pantanal de todas as regiões do estado estiveram em Campo Grande para a conclusão de um curso, realizado em parceria com o sistema Fiems – que engloba Sesi, Senai e Iel -, para estarem aptos a operarem a máquina com segurança.

Além de aulas práticas sobre a operação dos veículos, os colaboradores da MS Pantanal ainda passaram por aulas teóricas sobre normas regulamentadoras de transporte, movimentação e armazenagem, com o objetivo de assimilarem requisitos básicos de segurança, sem o risco de danos e acidentes no ambiente de trabalho.

Sobre a PPP

Desde maio, com o início da operação plena da AMSP, moradores de todos as regiões do MS puderam observar a chegada de trabalhadores e veículos da PPP.

Equipes de engenheiros, topógrafos e eletromecânicos da MS Pantanal vêm trabalhando no mapeamento inteligente e digitalização de todos os ativos da Sanesul desde fevereiro, nos 68 municípios onde a estatal já atua.

Foram percorridas cerca de 200 estações elevatórias de esgoto e 77 estações de tratamento em todas as regiões do MS.

Com a PPP, mais de 1,7 milhão de sul-mato-grossenses terão acesso ao saneamento básico ao final de 2031. O projeto pioneiro deve posicionar o Mato Grosso do Sul como o primeiro estado do País a alcançar a universalização do saneamento básico.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.