O zagueiro Edu Dracena e o centroavante Miguel Borja serão titulares do Palmeiras no confronto com o Internacional, marcado para as 16 horas (de Brasília) de domingo, no Pacaembu. Se confirmou a presença da dupla no jogo pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Roger Machado disse ainda estar estudando a situação de Lucas Lima. As informações são da Fox Sports.

O miolo de zaga, vulnerável nas últimas partidas, será composto por Edu Dracena e Antônio Carlos, com a saída de Thiago Martins. Aos 36 anos de idade, o veterano defensor ganha sua primeira chance como titular na gestão do técnico Roger Machado.

“O Edu traz a qualidade do seu jogo e a imposição pela bola aérea. Assim como o Tonhão e o Thiago, porém o Edu tem a experiência e a capacidade para ajudar o time a ficar equilibrado em campo nesse momento com ambiente externo mais pressionado”, afirmou Roger.

No comando de ataque, o colombiano Miguel Borja, poupado contra o Botafogo por dores no joelho, também tem presença garantida. Com a volta do centroavante, artilheiro do Palmeiras na temporada, a tendência é que Willian retorne ao banco de reservas.

“Quando o Miguel relata mais dor, fazemos um tratamento diferente, mas não é nada que o jogador não possa administrar, até porque todos vão a campo com alguma dor. Não é nada que impeça o atleta de jogar em alto nível, como ele vem fazendo nos últimos jogos”, disse Roger.

O meia Guerra, cotado para substituir Lucas Lima, está vetado por problema no quadril. O ex-jogador do Santos, apagado nas últimas partidas, pode perder espaço para Moisés, algo que ainda não foi confirmado por Roger. O Palmeiras deve ter Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo; Keno, Bruno Henrique, Moisés (Lucas Lima) e Dudu; Borja.

“Preciso achar uma solução para passar por esse momento, testando outros jogadores na função. De fato, o Lucas nos últimos jogos não está no mesmo nível de antes, mas é um atleta em quem confiamos bastante. Penso muito nisso e não decidi o que fazer. Falta o treino de amanhã, mas o Lucas tem muito prestígio com a equipe e o treinador. Vou lidar com essa questão com muita calma”, afirmou.