Repórter do Midiamax vence etapa nacional do Prêmio MPT de Jornalismo

Fotografias mostraram a vida de comerciantes indígenas em Campo Grande - Divulgação
Fotografias mostraram a vida de comerciantes indígenas em Campo Grande – Divulgação

Com as imagens registradas para a reportagem do portal Midiamax “De bacia na cabeça, feirantes terenas resistem ao descaso no comércio de rua”, Cleber Gellio foi o vencedor nacional do Prêmio MPT de Jornalismo 2017 na categoria Fotojornalismo.

Cleber acompanhou um dia de trabalho das comerciantes indígenas da etnia terena pelas ruas de Campo Grande/MS. Há mais de quatro décadas, elas persistem na atividade para manter o sustento da família, por meio da venda de produtos provenientes da agricultura e do artesanato. A matéria, com duração de 10 minutos, foi publicada em dezembro de 2016 e destacou a falta de estrutura e condições precárias de trabalho.

A premiação ocorreu na última quinta-feira (17), em Brasília, na sede do Ministério Público do Trabalho. O jornalista recebeu R$ 15 mil pela produção das fotografias.

Nesta 4ª edição do Prêmio MPT de Jornalismo, foram inscritas 422 reportagens de profissionais da imprensa de todo o país nas seguintes categorias: jornal impresso, revista impressa, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo, universitário e repórter cinematográfico. Os prêmios especiais Fraudes Trabalhistas e MPT de Jornalismo foram de R$ 45 mil cada.

Com o propósito de informar a sociedade sobre a importância da proteção e da defesa dos direitos do trabalhador, as matérias envolvem temas como trabalho infantil, discriminação de gênero, cor e pessoas com deficiência, condições inadequadas e precárias de trabalho, entre outros.

Confira osganhadoresdo Prêmio MPT de Jornalismo 2017.

Vejaaquia matéria completa do portal Midiamax.

Do MPT/MS