Reme incluirá educação no trânsito nas disciplinas escolares

A disciplina será inclusa ano que vem, de forma gradativa na grade curricular

A partir de 2022, de forma gradativa o tema “Educação no Trânsito” entrará no rol das disciplinas da Reme (Rede Municipal de Ensino). A medida já é prevista pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro) e o projeto foi elaborado pela Agetran (Agência Municipal de Trânsito) em conjunto com a Semed (Secretaria Municipal de Educação).

Entre as ferramentas previstas, está o jogo “Eu no Trânsito”, desenvolvido em parceria com o IFMS (Instituto Federal do Mato Grosso do Sul), que trabalha de forma lúdica a legislação e as regras para condutores e pedestres. O treinamento com os coordenadores das escolas municipais já começou e o app será lançado em setembro deste ano. “É uma forma de aprender brincando. Os professores poderão trabalhar de forma interdisciplinar erros comuns cometidos por condutores de veículos, pedestres ciclistas e demais”, explicou a diretora-presidente da Agetran, Mariana de Sousa Neto.

O projeto de inclusão curricular foi apresentado na Audiência Pública do Maio Amarelo, na Câmara Municipal, mês que tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

Para o diretor de planejamento e controle da Agência, Cristhian Lelis, a nova realidade do município, devido ao seu desenvolvimento urbano, pede uma gestão técnica nas intervenções viárias e os usuários precisam compreender a importância dessas mudanças. “A frota de Dourados já passa de 160 mil veículos, uma média similar à de grandes metrópoles, intensificar as ações educativas e formar condutores conscientes dessa realidade é fundamental”, declarou.

A secretária de Educação, Ana Paula Benitez Fernandes, reforçou que a intenção é colocar em pauta o assunto segurança viária. “O tema precisa estar na rotina escolar, para a formação de um cidadão apto a respeitar as leis, ter comportamento solidário. A ideia é que, ao longo prazo, a educação contribua na diminuição das ocorrências de mortes, lesões e sequelas provocadas pelos acidentes de trânsito”, explicou Ana Paula.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.