Reinaldo oferece ao DEM opção de vaga de vice ou senador na chapa tucana

Azambuja apresentou a Zauith opções na chapa do PSDB – Foto: Richelieu Pereira

Murilo disse que decisão só sairá no dia 4 de agosto

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) participou na manhã de hoje de uma reunião com a cúpula do DEM, na residência do presidente regional da sigla, Murilo Zauith, e revelou que ofereceu ao possível aliado apenas uma das duas opções pleiteadas pelos democratas: ou a vaga de vice-governador ou um das vagas para disputa ao Senado Federal.

“A gente tem referendado da vontade do PSDB de ter o DEM compondo essa chapa majoritária e também as proporcionais dentro de uma coligação”, afirmou Reinaldo, logo após o encontro com democratas, na manhã desta quarta-feira (25).

Apesar do PSDB já ter dois pré-candidatos ao Senado em sua chapa, o ex-secretário estadual de infraestrutura, Marcelo Miglioli (PSDB), e o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PTB), Azambuja deixou claro que o DEM poderá escolher uma das duas vagas, o que deixaria fora da campanha ou o tucano ou o petebista.

“Eu sempre disse que a nossa prioridade era encaixar os nossos deputados estadual e federal. Nesse sentido encaminhou bem. Os deputados estão se sentindo seguros na coligação e nas condições que eles vão disputar as eleições. Ficou em aberto o partido decidir fazer a coligação com PSDB o cargo majoritário”, respondeu Zauith.

Apesar da ‘segurança’ dos pré-candidatos do DEM, o presidente da sigla afirmou que o partido ‘não tem pressa’ em definir o apoio na chapa majoritária do PSDB, e que uma definição oficial só será conhecida na convenção do partido, marcada para o dia 4 de agosto.

“A gente está abrindo as chapas proporcionais também aos candidatos do DEM, tanto a estadual quanto a federal”, ponderou Reinaldo, que ouviu de Murilo a afirmação de que os parlamentares democratas que buscarão a reeleição em 2018 “estão bem confortáveis na proposta que tem no chapa”.

Além de Reinaldo e Murilo, participaram do encontro o secretário estadual de governo, Eduardo Riedel (PSDB), os deputados estaduais do DEM, Zé Teixeira e Barbosinha, e a deputada federal Tereza Cristina (DEM).

Do Midiamax