Governador Reinaldo Azambuja está entre os governadores que participaram do manifesto – Foto: Chico Ribeiro
Azambuja vem intensificando contatos com lideranças de vários partidos, inclusive, com as dos rivais – Foto: Chico Ribeiro

Aproveitando o ferido de carnaval, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) deve concluir os ajustes do seu plano político para anunciar oficialmente a pré-candidatura à reeleição.

Segundo reportagem do jornal Correio do Estado, ele prometeu tomar decisão depois do fim da folia de Momo. A dúvida era renunciar ao mandato no início de abril para concorrer ao Senado, ou ficar até o fim para tentar a reeleição, bem como não participar da campanha eleitoral como candidato. Mas ele mudou de ideia.

Azambuja vem intensificando contatos com lideranças de vários partidos, inclusive, com as dos rivais. Um dos encontros para analisar o cenário político e eleitoral do Estado foi com o ex-governador André Puccinelli (MDB). Mas nada conclusivo sobre aliança para a corrida eleitoral.

O governador tem falado também com outro adversário político, o deputado federal e ex-governador Zeca do PT, sem discutir aliança até porque há determinação nacional dos dois partidos não se unirem em disputa eleitoral. A conversa girou apenas em análise do cenário.

Com esses contatos e os efeitos das medidas para reequilibrar as contas públicas, Azambuja já teria decisão tomada na cabeça. Nas conversas reservadas com amigos e políticos mais próximos, ele manifestou o interesse de concorrer à reeleição.