Rebeldes do Iêmen lançam míssil contra a Arábia Saudita

Segundo fontes do governo, lançamento foi interceptado

Os rebeldes iemenitas Houthis lançaram um míssil contra a Arábia Saudita nesta terça-feira (19), informa a mídia local. O objetivo seria atingir o Palácio Real, mas de acordo com fontes do governo, o projétil foi interceptado.

“As forças balísticas anunciaram o lançamento de um míssil Burkan contra o palácio Yamama em Riad”, escreveu no Twitter o porta-voz dos rebeldes, Mohamad Abdusalam.

No entanto, testemunhas relataram uma explosão em Riad, capital do país. Ainda não há informações se as ações estão relacionadas.

Desde 2015, o Iêmen vive uma guerra civil que coloca em lados opostos a coalizão internacional liderada pelos sauditas, que apoiam o presidente Abd Rabdo Mansur Hadi, e os rebeldes houthis, que não reconhecem o governo e recebem o apoio do Irã e do Hezbollah.

Segundo dados das Nações Unidas, o conflito árabe já provocou mais de 8,6 mil mortes. Já complicada, a situação se agravou ainda mais quando os rebeldes mataram o ex-presidente, e ex-aliado, Ali Abdullah Saleh, que foi deposto em 2011.

Além disso, a guerra agravou ainda mais a situação da população local, que já era uma das mais pobres do mundo. São cerca de 20 milhões de pessoas sem assistência médica e humanitária – além de vivenciar uma epidemia de cólera, que já matou mais de duas mil pessoas.

Da AnsaFlash