Neste domingo, o Real Madrid entrou em campo pressionado por uma vitória diante do Girona, em jogo válido pela 24ª rodada do Campeonato Espanhol. No Santiago Bernabéu, o time da casa até começou bem, saiu na frente, mas, após apagão no segundo tempo, levou a virada. O placar final foi de 2 a 1 para os visitantes. Stuani e Portu marcaram os gols, enquanto Casemiro descontou.

Com o resultado, os merengues amargaram o fim da sequência de cinco triunfos consecutivos em La Liga. De quebra, permanecem na terceira colocação, com 45 pontos ganhos, agora a nove do líder e rival Barcelona. A equipe catalã, por outro lado, vai a 27 e respira na tabela, assumindo a 14ª posição e se distanciando da zona do rebaixamento, encabeçada pelo Rayo Vallecano (23).

Na rodada seguinte, marcada para o próximo final de semana, os comandados de Santiago Solari visitarão o Levante, em Ciutat de Valencia. Já o Girona, por sua vez, volta a Catalunha para receber a Real Sociedad, no Montilivi.

Na cabeça de Casemiro

O Real Madrid tentou assumir o controle do jogo no começo, mas demorou para levar perigo ao gol do Girona. A primeira boa oportunidade foi criada só aos 16 minutos, quando Kroos acionou Vázquez com um passe entre os zagueiros. O atacante se livrou bem da marcação e saiu na cara do goleiro Bono, que conseguiu defender o chute rasteiro.

Dois minutos depois, o time visitante respondeu. Em rápido contra-ataque, Stuani colocou na frente e arriscou um chute cruzado. Courtois caiu e fez a defesa.

Escalado no lugar de Vinícius Júnior, Asensio tentou aos 20, mas Bono voltou a aparecer de forma segura.

Aos 24, porém, o goleiro do Girona nada pôde fazer. Após cobrança de escanteio, a bola foi afastada e sobrou com Kroos pela direita. O alemão levantou na segunda trave e Casemiro, levando a melhor entre os zagueiros, testou firme no canto esquerdo: 1 a 0.

O gol tranquilizou os merengues, que já não encontravam mais tanta dificuldade para se aproximar da meta adversária. Bono voltou a aparecer aos 40, espalmando um forte chute de Benzema da entrada da área.

Aos 43, Casemiro recebeu próximo à meia-lua e deu ótimo passe para Marcelo no costado da zaga. O lateral esquerdo encheu a canhota e fez o gol. Porém, o árbitro assinalou impedimento do brasileiro, que estava em posição irregular.

Apagão merengue, virada catalã

Determinado a ampliar a vantagem, o Real Madrid voltou do intervalo pressionando o Girona. Logo no primeiro minuto da etapa final, Marcelo arriscou de fora da área e obrigou Bono a cair para evitar o gol.

Com seis rodados, foi a vez de Asensio levar para a linha de fundo, pela esquerda, e cruzar na medida para Benzema. Na segunda trave, o francês cabeceou firme, mas acabou jogando para fora.

Aos 16 veio a resposta do Girona, que perdeu a chance mais clara da partida. Após levantamento na área merengue, Lozano escorou e Courtois fez a defesa. No rebote, a bola sobrou limpa na pequena área e, mesmo com o gol aberto, Aleix Garcia conseguiu errar o alvo e mandar por cima do travessão.

Na sequência, em novo cruzamento na área do Real, foi a vez de Stuani subir e cabecear, acertando a trave de Courtois. No rebote, Lozano bateu e Sergio Ramos travou. No entanto, a bola bateu na mão do zagueiro e o juiz assinalou pênalti para os visitantes. Stuani bateu, no meio do gol, e igualou o marcador no Bernabéu.

Após o empate, o Girona passou a acreditar na virada e, aos 25, voltou a assustar. Após tabela pela direita, Portu arriscou um chute cruzado e carimbou a trave de Courtois.

Os catalães mantiveram o ritmo e, com 29 rodados, conseguiu o improvável. Em contra-ataque, Lozano arrancou, invadiu a área e bateu colocado. Courtois defendeu, mas, em novo rebote, Portu não perdoou e estufou a rede.

Após o choque, o Real Madrid partiu para cima. Vinícius Júnior, já em campo, teve duas chances de marcar, mas não conseguiu colocar a bola na rede. Mariano Díaz e Marcelo também tentaram, mas Bono tratou de evitar um novo empate com duas boas defesas.

Para fechar o segundo tempo tenebroso dos donos da casa, Sergio Ramos recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo nos acréscimos.

Na última bola da partida, Courtois foi para a área em cobrança de escanteio e até conseguiu o cabeceio. Por muito pouco o goleiro não fez um gol histórico. Contudo, a bola siau em tiro de meta, sacramentando a derrota merengue neste domingo.

Da Gazeta Esportiva