Quando chegamos no limite, Deus chega com providência”.

  • Por Gilclér Regina

Quando nós lemos a Escritura Sagrada, aprendemos que o limite de Moisés era a travessia do mar levando o povo cativo fugindo do Egito… DEUS abriu o mar.

Novamente lemos na mesma escritura na história do limite de Abraão que teria que matar seu filho Isaac para provar sua fé e assim ele partiu para fazer o que lhe fora determinado… DEUS lhe proveu um cordeiro.

No Antigo Testamento das Escrituras, a história de Ana que em sua forma hebraica é “Hanah”, aparece sendo uma mulher estéril. Ana que significa “graça” ou “benevolência” ou ainda “favor” tanto no hebraico quanto no grego e mesmo sendo uma mulher pouco citada na Bíblia, certamente é uma das mulheres mais importantes das Escrituras… DEUS lhe deu um filho, o grande profeta Samuel.

O limite de CRISTO enquanto homem era a morte… DEUS o ressuscitou.

Qual é o seu limite? O tema desta reflexão nos leva para olharmos o problema não como “fim”, mas como “oportunidade” da manifestação da glória de DEUS.

Pense comigo! Quantas vezes nos lamentamos por pequenos problemas, transformando estes numa montanha de lamentações? Qual é mesmo o seu limite?

Que este seu limite seja apenas o instrumento para o milagre da vida que DEUS nos proporciona diariamente. Pare para ver dois grandes milagres diários, o nascer do sol e o pôr do sol.

Com carinho, um forte abraço e esteja com Deus!

  • Gilclér Regina é Escritor e Palestrante Profissional

Uma pessoa simples que se transformou num dos mais reconhecidos Conferencistas do país, com atuações também no exterior.

(PALESTRAS): www.gilclerregina.com.br/contato