Protocolos de práticas de parto normal são atualizadas no Hospital Regional de Ponta Porã

As boas práticas de parto normal são recomendadas pela OMS

Protocolo de boas práticas realizado no Hospital Regional de Ponta Porã – Foto: Assessoria

Neste mês de julho foram revisadas e atualizadas as boas práticas de atenção ao parto e nascimento no Hospital Regional Dr. José Simone Netto (Hospital Regional de Ponta Porã). A ação faz parte da diretriz estabelecida pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS), que já vem sendo adotada no Hospital Regional desde 2016, após a mudança de gestão do Hospital. O protocolo foi atualizado para garantir bem estar e qualidade de vida às gestantes e aos bebês.

“Nós trabalhamos aqui no Hospital com a Rede Cegonha, que estabelece as normas e recomendações de boas práticas de atenção ao parto e nascimento. Realizamos por exemplo métodos não farmacológicos. Aqui as parturientes têm o contato pele a pele com o bebê, a hora de ouro, e as gestantes também têm acesso a banhos quentes, exercícios na bola e outros métodos naturais de alívio de dor. Com a atualização das diretrizes, também pudemos revisar e atualizar os protocolos que já usamos na maternidade”, disse a diretora de Enfermagem do HR, Giulia Brey.

Ela também explicou que a diretoria do Hospital tem se esforçado para que a maternidade se torne referência na região.

“Essas medidas e protocolos tem o intuito de dar suporte no pré-parto, puerpério e assistência ao recém-nascido. Aqui na maternidade, contamos com excelentes enfermeiros obstetras, capacitados e atualizados. Temos nos esforçado ao máximo juntamente com a direção do Hospital para que sigamos todas as portarias e diretrizes, e assim possamos diminuir o índice de morte materna e infantil na nossa região, tornando-se uma maternidade de referência”, ressaltou.

A maquiadora, Jéssica Ayala, 27 anos, está gestante de 38 semanas e ficou sabendo que o Hospital faz parte da Rede Cegonha e foi até a maternidade do HR para saber mais informações sobre o parto. “Assim que fiquei sabendo do programa, busquei a maternidade para conhecer o espaço. Foram muito legais comigo, tiraram minhas dúvidas e agora estou esperando a hora para poder ter o meu tão sonhado parto, pois a equipe me passou bastante segurança”, disse.

A auxiliar de serviços gerais, Beatriz Recalde, 26 anos, também teve o seu bebê de parto normal na maternidade do HR, e ficou bem satisfeita com o atendimento de boas práticas que recebeu antes, durante e após o parto.

“Tive bastante atenção durante o parto, as enfermeiras me passaram exercícios na bola e agachamento para ajudar na dilatação e aliviar a dor. Também fiquei num chuveiro quente por 40 minutos, o que aliviou bastante minha dor e vinham me monitorar a cada 15 minutos. O médico também foi bem atencioso, esteve presente e ajudou bastante no parto. Na mesma hora que meu bebê nasceu, já colocaram junto a mim para mamar e ficou comigo até cortarem o cordão umbilical dele. Eu escolhi que na hora do parto não estivessem muitas pessoas na sala e minha vontade foi respeitada, só tenho a agradecer a equipe”, contou.