Projetos esportivos da Reme de Dourados participam da ação intercâmbio escolar

O intercâmbio tem por objetivo promover o esporte e oportunizar a socialização entre alunos, professores e comunidade escolar – Divulgação/Semed

Professores de Educação Física que trabalham com projetos esportivos na Rede Municipal de Ensino de Dourados iniciaram neste mês de agosto, e seguem até novembro, um intercâmbio esportivo escolar.

O intercâmbio consiste na realização de jogos amistosos entre as escolas que oferecem o projeto, bem como a participação em eventos esportivos que acontecem na cidade, e tem por objetivo promover o esporte escolar, oportunizar a socialização entre alunos, professores e comunidade escolar, visando garantir as boas práticas e as relações interpessoais.

Através de um trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Educação Física e Esporte Escolar da Secretaria de Educação, foi elaborado, em conjunto com os professores de Educação Física, um calendário de ações dos projetos de arte, cultura e esporte. Estas ações começaram no mês de agosto e seguem até o mês de novembro.

Participam do intercâmbio as escolas municipais Rosa Câmara, Álvaro Brandão, Bernardina Correia, Neil Fioravanti, Etalívio Penzo, Loide Bonfim, Laudemira Coutinho, Clori Benedetti, Armando Campos Belo e ainda as escolas indígenas Tengatui Marangatu, Francisco Meireles e Ramão Martins.

De acordo com a coordenadora do Núcleo, professora Mariza Araújo, o trabalho do profissional de Educação Física no âmbito escolar é extremamente importante para o desenvolvimento social, afetivo e cognitivo da criança. Segundo Mariza, os professores de Educação Física da Rede têm realizado um trabalho maravilhoso com relação aos projetos esportivos e têm se mostrado comprometidos com seus alunos, não medindo esforços para participar dos eventos esportivos.

“Outro importante momento para a Educação Física Escolar da Rede são as formações continuadas, desenvolvidas em parceria com o curso de Educação Física da Universidade Federal da Grande Dourados, onde o professor tem tido a oportunidade de se apropriar do conhecimento e troca de experiências, visando garantir qualidade nas aulas de educação física escolar”, diz a coordenadora.