Reunião na manhã desta terça discutiu ações que vem sendo desenvolvidas para a juventude indígena – Divulgação

Na manhã desta terça-feira (02), técnicos responsáveis pela execução do Projeto Arandu Ambue – Conhecimento para o Futuro se reuniram com o procurador-geral do município, Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo e o secretário de Fazenda, Paulo César Nogueira Junior, que representou a prefeita Délia Razuk, para debater as ações que vem sendo desenvolvidas para a juventude indígena.

Além da coordenação do projeto, esteve presente a coordenação do Cras Indígena e Shirley Flores representando a Secretaria de Assistência Social.

O Projeto desenvolvido pela equipe de referência do Creas (Centro de Referência da Assistência Social) em parceria com o Cras da Aldeia Bororó, que dentre outras ações, cede o espaço institucional para a realização das oficinas, realizadas todas as quartas-feiras, das 08h às 10h e das 14h às 16h.

O intuito é o trabalho junto a adolescentes e jovens na superação da defasagem escolar, de forma a promover a reinserção social dos menores inseridos no Serviço de Proteção Social a Adolescentes em Cumprimento de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto MSE – LA (Liberdade Assistida) e MSE – PSC (Prestação de Serviço à Comunidade).

Foi debatida a celeridade da liberação de recursos destinados ao Projeto pelo Itaú Social. Os valores serão destinados para aquisição de materiais permanentes e de consumo, e para estruturar os cursos de Mecânica de Moto, Mecânica de Carro e de Manicure e Pedicure, que serão fornecidos aos jovens indígenas, in loco.

Os cursos serão ministrados pelo Senai e Senac e tem previsão de serem iniciados no segundo semestre de 2019.

Os participantes acompanharam a apresentação de um vídeo das atividades realizadas no primeiro semestre de 2019 junto a comunidade, o qual mostrou a ampla participação e interesse dos participantes.