Os sucessivos atrasos geram prejuízos para educadores, suas famílias e também para a economia local

Categoria também não descarta novas mobilizações em caso de não pagamento do décimo terceiro salário e férias – Foto: SIMTED Dourados

Em assembleia realizada na última terça-feira (26), no SIMTED Dourados, educadores da Rede Municipal de Ensino de Dourados deliberaram que paralisarão as atividades caso não seja feito o pagamento dos salários de todos trabalhadores em educação, de forma integral, até o 5° dia útil, que será no próximo dia 06 de dezembro.

Nesta segunda-feira (2), o SIMTED encaminhou um ofício para a Secretaria Municipal de Governo (SEGOV), Secretaria Municipal de Educação (SEMED) e para o gabinete da prefeita Délia Razuk comunicando sobre a decisão da categoria.

Os educadores vão cruzar os braços no dia 9 de dezembro (segunda-feira), se houver mais um atraso salarial na educação municipal. A decisão ocorre após quatro meses de descaso do governo municipal com a remuneração de boa parte dos profissionais da educação.

A categoria também não descarta novas mobilizações em caso de não pagamento do décimo terceiro salário e férias. Os sucessivos atrasos têm gerado prejuízos não só para milhares de servidores, mas também para suas famílias, prejudicando inclusive a economia local.

Os trabalhadores em educação vêm sofrendo um processo de desvalorização profissional por parte da atual gestão, com falta de reajuste (índice de 7,64% referente ao Piso Municipal de 2017) e precarização da educação municipal.

A categoria não aceitará passivamente mais essa desvalorização e também não sabe se continuará trabalhando sem a garantia do pagamento de salários em dia.