São Paulo e Rio Grande do Sul tiveram os piores resultados; em agosto, setor teve a primeira contração no país após quatro altas seguidas.

A produção industrial recuou em seis dos 14 locais pesquisados em agosto, segundo dados do IBGE divulgados nesta terça-feira (10). As quedas mais intensas foram em São Paulo (-1,4%) e Rio Grande do Sul (-1,4%).

Considerado o conjunto do país, a indústria recuou 0,8% em agosto frente a julho. É a primeira queda após quatro altas seguidas. Nesse período, o crescimento acumulado foi de 3,3%. Em comparação com agosto de 2016, no entanto, houve crescimento de 4%, o melhor resultado para o mês desde 2010.

As taxas negativas menos acentuadas do que a média nacional (-0,8%) foram em Minas Gerais (-0,7%), Pará (-0,7%), Paraná (-0,4%) e Ceará (-0,1%), enquanto Santa Catarina (0,0%) teve variação nula.

Já as maiores altas do mês foram no Espírito Santo (7,5%) e na Bahia (4,9%), com Amazonas (3,2%), Rio de Janeiro (2,4%), Pernambuco (1,8%), Região Nordeste (0,4%) e Goiás (0,1%) a seguir.

Do G1