Medicamento apreendido, Trypamidium, não é liberado para comercialização no território brasileiro sem registro no MAPA – Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na noite desta quarta-feira, dia 19 de junho, em Água Clara, mil unidades de um medicamento de uso veterinário proibido no Brasil.

A apreensão iniciou com a abordagem do veículo Fiat Pálio, placas de Minas Gerais, na Unidade Operacional de Água Clara. O veículo era conduzido por uma mulher, de 37 anos, e tinha como passageiro um homem, de 45 anos. Eles apresentaram nervosismo com a abordagem e disseram que estavam voltando de Bonito, onde teriam ido passear, mas que por causa do frio, anteciparam o retorno para a cidade de Frutal/MG, onde residem.

A equipe procedeu a uma vistoria minuciosa ao veículo e verificaram que no pneu de estepe havia algo ocultado. Ao abrir o pneu, foi localizada uma grande quantidade de envelopes do medicamento Trypamidium (de uso veterinário). Foi apurada a quantia de 1000 (mil) envelopes do medicamento, que não é liberado para comercialização no território brasileiro (sem registro no MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Indagados, o homem disse que comprou os medicamentos na Bolívia, e que teria pago para uma pessoa “atravessar” os produtos para a cidade de Corumbá, onde os comprou mediante pagamento de R$ 40,00 (quarenta reais) por envelope, totalizando R$ 40.000,00 (quarenta mil reais). Já a condutora declarou que não sabia que o marido dela estava transportando os medicamentos.

O casal foi encaminhado, juntamente com o automóvel e os medicamentos, para a Delegacia de Polícia Federal de Três Lagoas.