Prefeitura viabiliza prédio e unidade do Hospital do Amor vai funcionar em 2020 em Dourados

Prefeita Délia recebeu membros da Associação de Apoiadores do Hospital de Amor e anunciou a cessão de prédio para a unidade de prevenção e diagnóstico – Foto: Assecom

A unidade do Hospital do Amor, o antigo Hospital do Câncer de Barretos, deve começar a funcionar já no início de 2020 em Dourados. A previsão é de diretores da Associação de Apoiadores do Hospital do Amor de Dourados que, na manhã desta sexta-feira, foram recebidos pela prefeita Délia Razuk.

Na reunião, que contou também com a presença do médico Raphael Haikel Junior, oncologista responsável do setor de Prevenção das Unidades Móveis do Hospital do Amor, a prefeita informou sobre a cessão de um prédio público para a instalação da unidade. O prédio deverá agora passar por reformas e adequações e deverá estar pronto até dezembro, para começar a atender já no início do ano que vem.

Esta foi a segunda vez que a prefeita Délia recebe os membros da Associação de Apoiadores do Hospital do Amor para encaminhar a instalação do Centro de prevenção e Diagnóstico Precoce em Dourados. “Avançamos bastante desde a primeira reunião e agora já podemos vislumbrar nossa cidade contando, muito em breve, com a unidade do hospital do câncer para a prevenção e diagnóstico da doença”, disse a prefeita, destacando a atuação da secretária de Saúde, Berenice Machado de Souza e a ajuda técnica nos encaminhamentos.

Raphael Haikel Junior disse que a consolidação da unidade do Hospital de Amor em Dourados irá mudar a história do câncer na macrorregião, onde, “na maioria das vezes, as pessoas, principalmente mulheres, obtêm o diagnóstico tardiamente, já quase sem chance alguma para vencer a luta contra a doença”. Estamos dando o primeiro passo para mudar a história, concluiu o oncologista.

Logo depois da reunião, que ocorreu no Gabinete da Prefeita, os apoiadores foram vistoriar o prédio, em bairro popular de Dourados. Tão logo estejam concluídos os trâmites burocráticos para o termo de cessão, terão início as obras de reforma e adequações do prédio.

Participaram também da reunião, a secretária de Saúde, Berenice Machado; o procurador-geral do município Sérgio Henrique Martins de Araújo, a coordenadora do grupo de apoiadores, Cristiane Iguma, além de Odilon Azambuja, Marco Antônio Ortiz, Sidnei Pitteri Camacho, Eli Oliveira e Fernanda Fuziy, todos empresários e voluntários na Associação de Apoiadores do Hospital do Amor de Dourados.