Prefeitura de Caarapó prorroga prazo para quitação de alvarás do comércio noturno

Medida busca mitigar efeitos do novo decreto estadual, que amplia o toque de recolher nos municípios do Estado

O prefeito André Nezzi anunciou em suas redes sociais que a administração municipal vai prorrogar por 90 dias o prazo final para quitação de alvarás dos comerciantes de restaurantes, lanchonetes, pizzarias, bares, conveniências, sorveterias, espetinhos e similares, que estão sendo prejudicados com o novo decreto e horário do toque de recolher. Assim, o vencimento dos alvarás passa de 1º de abril para 1º de julho.

A ação, segundo o dirigente municipal, é decorrente do novo decreto estadual que endurece as medidas restritivas de funcionamento do comércio, por imposição do toque de recolher, que atinge diretamente os comerciantes com atividades noturnas. “Como todos sabem, tivemos que aderir ao decreto do Governo do Estado. Caso contrário, na condição de dirigente do Poder Executivo municipal, a gente poderia ser punido”, disse o prefeito de Caarapó. “Assim, com a prorrogação do prazo para pagamento dos alvarás, estamos buscando reduzir os efeitos negativos do toque de recolher na economia local, auxiliando os comerciantes nesse período de dificuldades”, acrescentou.

No último dia 12, a administração municipal editou o Decreto nº 037/2021, pelo qual instituiu novas medidas de prevenção à proliferação da pandemia da Covid-19., entre as quais o toque de recolher das 20h às 5h, segundo determinação do decreto estadual. “Isso atinge diretamente os nossos comerciantes noturnos. Por isso, além de prorrogar o prazo para pagamento das taxas de alvará, entramos na campanha de apoio para que a nossa população, se puder, compre desses comerciantes, no horário noturno, através dos seus serviços de entrega. Esse é o momento de ajudarmos quem mais está sendo prejudicado. Com a união de todos e fé em Deus, logo passaremos por tudo isso”, justificou André Nezzi.

Enquanto isso, a recomendação é que todos continuem seguindo as orientações das autoridades sanitárias em relação à prevenção e combate à pandemia, entre as quais a adoção das medidas de higiene (lavar bem e com frequência as mãos com água e sabão e usar álcool em gel), além de evitar aglomerações, manter distanciamento social e usar de máscara.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.