Em Caarapó, estão sendo distribuídos 1.550 cobertores entre as famílias em situação de vulnerabilidades social – Divulgação

A administração municipal de Caarapó iniciou na última quarta-feira (17) a distribuição de 1,55 mil cobertores para as famílias em situação de vulnerabilidade social. A entrega ocorreu nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) Urbano e Indígena, com participação do prefeito André Nezzi (PSDB) e da secretária municipal de Assistência Social, Janaína Guedes, entre outras autoridades.

Conforme o prefeito de Caarapó, a distribuição dos cobertores tem por objetivo proteger as famílias do frio, típico desse período do ano. “É uma questão de solidariedade, de fraternidade, e o Poder Público tem o compromisso de olhar para os mais necessitados”, observou.

A ação é uma parceria com o Governo do Estado, no âmbito do Projeto Aqueça uma Vida, campanha do agasalho dos servidores públicos de Mato Grosso do Sul. No último dia 11, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) fez a entrega de 80 mil cobertores aos 79 municípios do Estado. Caarapó foi contemplado com 1,1 mil unidades.

Nos últimos três anos, o Governo já adquiriu 250 mil cobertores, explicou Reinaldo Azambuja na oportunidade. “Estou muito feliz de poder continuar essas campanhas. Neste ano estamos completando o terceiro de entrega desses cobertores. Estamos completando 250 mil cobertores entregues aos 79 municípios em um investimento de R$ 5,481 milhões. É importante. Somente quem recebe sabe a importância. Vemos essa onda de frio que passou e o quanto as famílias agradecem quando recebem um cobertor”, disse o governador.

A secretária Janaína Guedes informou que o município adquiriu, com recursos próprios, 450 cobertores, que também já estão sendo distribuídos juntamente com os 1,1 mil doados pelo Estado. Para ser beneficiada, a família deve se enquadrar nos critérios estabelecidos pelo Conselho Municipal de Assistência Social na Resolução de Benefício Eventual nº 013/2019. “As famílias que mais necessitam e ainda não tenham sido contatadas pelos técnicos da assistência social para acessar o benefício podem procurar o CRAS para informações”, explicou a secretária.