Para o prefeito André Nezzi, pagamento em dia da folha salarial é uma obrigação do governo municipal – Foto: Dilermano Alves

A administração municipal de Caarapó depositou na quinta-feira (13) os valores referentes à primeira quinzena de dezembro dos salários dos servidores da prefeitura. Também foi liberada a segunda parcela do 13º – a primeira foi paga no meio do ano. Os valores referentes às rescisões contratuais da área educacional serão quitados no próximo dia 19.

De acordo com a Tesouraria da prefeitura, estão sendo injetados R$ 2.169.297,35 na economia local, valor que vai aquecer principalmente o comércio, com as compras relacionadas aos festejos de fim de ano e pagamento de dívidas.

Andressa Bortoloti, agente administrativa da prefeitura, afirma que vai usar o dinheiro do 13º para pagar os impostos que o ano novo traz consigo. Casada, mãe de duas filhas, ela conta que vai pagar o IPVA da moto e do carro da família. “A gente vai usar o dinheiro para isso e não ficar devendo”, observa.

Silas Beraldo é outro servidor que já tem planos definidos em relação ao seu 13º salário. “Fiz um planejamento contando com esse dinheiro. Parte vou usar para pagar uma pequena reforma que fiz em minha casa”, explica, acrescentando que pretende poupar outra parte, “por precaução”.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Caarapó, Odemir Gonzaga, afirma que “é de extrema importância a liberação desses pagamentos por parte da prefeitura”. Segundo o empresário, essa injeção de recursos anima o comerciante, especialmente nesse período de festas, quando a tendência é aumentar as vendas. “O comerciante está muito otimista e a nossa expectativa é que tenhamos um crescimento de pelo menos 30% nas vendas de fim de ano, comparando com o ano passado”, diz. O dirigente acrescenta ainda que os valores salariais liberados pela prefeitura vão contribuir muito para esse incremento das vendas.

Para o prefeito André Nezzi (PDT) – que vinha exercendo o cargo interinamente desde setembro, venceu o pleito extemporâneo de 25 de novembro e foi empossado na última terça-feira (11), junto com o vice-prefeito Gordo da Tigre (DEM) – o pagamento em dia dos salários dos servidores é uma obrigação do governo municipal. “Estamos adotando algumas medidas para buscar o equilíbrio financeiro da prefeitura, objetivando honrar compromissos da administração, entre os quais está o pagamento em dia da folha salarial”, observa o dirigente. “Assim, com uma gestão austera e uma máquina administrativa enxuta, certamente conseguiremos cumprir os nossos compromissos com os nossos servidores e fornecedores, além de destinar recursos para os serviços de responsabilidade do Poder Público e a realização de obras que compõem o nosso rol de prioridades”, disse o prefeito, que relatou ainda que está sendo preparada uma reforma administrativa na prefeitura, a fim de tornar a máquina mais eficiente.