Prefeita reconhece empenho de Henrique Prata em prol da Unidade do Câncer para Dourados

Prefeita destacou o empenho de Henrique Prata em contribuir com o município de Dourados no combate ao câncer – Foto: A. Frota

A prefeita Délia Razuk disse na manhã desta sexta-feira (23) que Dourados sabe reconhecer os esforços e o empenho demonstrados pelo diretor do Hospital de Amor, o Hospital do Câncer de Barretos, Henrique Prata, em trazer uma Unidade de Prevenção e Diagnóstico para o município.

Ao participar de encontro organizado pela Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) e Sindicato Rural, com a presença do ministro da Articulação Política do Governo Temer, Carlos Marun, juntamente com o senador Waldemir Moka e os deputados Geraldo Resende e Renato Câmara, além de representantes de entidades e empresários da cidade, a prefeita disse que esse projeto deve envolver toda a sociedade.

“Só de lembrar a dificuldade que a sua família vem enfrentando desde 1960, em manter o hospital de Barretos, temos que reconhecer esse empenho em expandir os trabalhos e agora cabe a nossa região retribuir esse esforço e somarmos nossas energias para transformar em realidade a Unidade de Prevenção em Dourados”, agradeceu a prefeita.

Durante o encontro, na Aced, o ministro Marun anunciou que ficou acertado, em conjunto com o senador Moka e o deputado Geraldo, a apresentação de um pacote de emendas ao Orçamento da União, somando R$ 10 milhões, para integralizar nesse projeto, que deverá consumir, inicialmente, recursos da ordem de R$ 15 milhões para o atendimento dos casos de pequena complexidade.

“Eu também vou participar, sou deputado e vou me licenciar para apresentar essa emenda junto com os colegas de Mato Grosso do Sul, porque essa deve ser uma mobilização, sobretudo, de toda a sociedade”, discursou.

A previsão é de que, a partir de agora, as entidades se mobilizem em campanhas de arrecadação para assegurar o custeio da futura unidade, estimado em torno de R$ 150 mil mensais.