Fernando Prass foi homenageado pelo presidente Maurício Galiotte – Divulgação/Gazeta Esportiva

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira, Fernando Prass se despediu oficialmente do Palmeiras. O goleiro foi homenageado pelo presidente Maurício Galiotte, que agradeceu pelos serviços prestados e o tratou como um grande ídolo do clube.

Antes de passar a palavra para Prass, Galiotte afirmou: “Momento de muita emoção, momento muito especial para a Sociedade Esportiva Palmeiras. Quando a gente fala de Fernando Prass, a gente lembra de muita coisa. Do momento em que ele chegou, o clube passava por uma situação muito difícil em 2013, 2014. E o Prass, através do seu trabalho, da sua dedicação, da sua entrega, profissionalismo acima de tudo… Um profissional que trabalha depois dos treinos, que contribuiu muito com o clube e principalmente nos momentos mais difíceis”.

“O maior título que o Fernando Prass tem no Palmeiras é o título de ídolo. Tem muitas conquistas. Através de sua dedicação, de sua postura, se tornou um ídolo de 16 milhões de palmeirenses. Os jogadores têm ciclo, mas o ídolo é eterno. Ídolo não se despede, essa aqui é sua casa para sempre. Você estará para sempre na nossa história”, completou o presidente.

Após a homenagem do presidente, Prass comentou sobre os momentos distintos que viveu dentro do Palmeiras: “Aqui não tem meio termo. Tem as oscilações dentro do período, de vitórias, derrotas, comemoração, cobrança. E posso dizer que vivi o 8 e o 80 de reestruturação do clube. Peguei o momento ruim e saio agora num momento muito bom. Quando se mexe com paixão, e o Palmeiras é um clube de italianos, um sangue bem quente, a gente vive muito disso aqui. Mas te falar que prefiro viver intensamente assim do que numa situação de calmaria, de tranquilidade”.

Ao longo de sua passagem pelo Verdão, o goleiro ganhou um título de Série B, teve protagonismo na conquista da Copa do Brasil de 2015 e foi campeão do Brasileirão nos anos de 2016 e 2018.

Da Gazeta Esportiva

Orteco