Prefeitura colocou toda a frota ambulâncias em condições adequadas de uso – Foto: A. Frota
Com a falta de médicos, os que estão atendendo estão sobrecarregados e não estão dando conta do serviço – Divulgação

Sofrendo com a falta de médicos, o Samu(Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) pode paralisar suas atividades em Dourados. Por enquanto os médicos continuam trabalhando, mas estão sobrecarregados e não estão dando conta do serviço, pois precisam preencher o espaço daqueles que estão faltando, segundo informou a coordenação do Samu nesta quarta-feira.

Ainda segundo a coordenação, a prefeitura alegou que esse problema ocorre porque existe a Lei de Responsabilidade Fiscal que proíbe a Secretaria de Saúde do município de fazer nova contratação e a renovação de contrato dos médicos. Por causa disso, num período de 60 dias perderam nove médicos, e o número deve ficar maior, já que mais dois devem ter seus contratos encerrados em breve.

Se o problema da contratação não for resolvido, os médicos alertam que vão parar as atividades.